Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Embrapa propõe ações de capacitação e melhoramento genético em Cuba

postado em 17/07/2012

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Traçar um diagnóstico de sistemas de produção de caprinocultura e ovinocultura em Cuba para indicar ações de capacitação de técnicos e um programa de melhoramento genético no país. Foi com este objetivo que os pesquisadores Raimundo Lobo e Fernando Henrique Albuquerque, da Embrapa Caprinos e Ovinos (Sobral-CE), estiveram entre os dias 28 de junho e 11 de julho em Cuba, em atividade que integra a estratégia de parceria entre o governo cubano e a Agência Brasileira de Cooperação (ABC), para a reconversão de áreas agrícolas que antes eram monopolizadas pela produção de cana de açúcar, para que elas sejam reduzidas ou convertidas para outras atividades, como produção agropecuária, florestal ou de frutas.

Durante o período, Lobo e Fernando visitaram cooperativas, produtores rurais e abatedouros, além de participarem de reuniões com técnicos de entidades como o Centro de Investigações em Melhoramento Animal da Pecuária Tropical (CIMAGT), a Associação Cubana de Produção Animal (ACPA), além de empresas estatais responsáveis pela comercialização de produtos e pelo incentivo ao setor açucareiro. O relatório da visita, que será concluído até o fim de julho, deverá propor estratégias para outras duas etapas: a vinda de técnicos cubanos ao Brasil para capacitação em tecnologias de produção de carne, leite e pele e uma posterior capacitação para técnicos multiplicadores em Cuba, em temas estratégicos como o melhoramento genético para caprinos e ovinos.

Na avaliação dos pesquisadores, a capacitação é recomendável para que produtores locais, adaptados à realidade da cultura do açúcar, possam se atualizar sobre as tecnologias em produção animal. Com os treinamentos, há a intenção também de levar informações que possam colaborar com as cadeias produtivas em Cuba, na agregação de valor aos produtos, na melhoria da eficiência dos sistemas de produção e com ações de melhoramento animal.

Para Lobo e Fernando, Cuba traz boas potencialidades, principalmente em quesitos como a governança e o associativismo. Na avaliação de ambos, o intercâmbio com os cubanos pode, também, servir para observar estes pontos fortes e tentar adaptá-los à realidades brasileira. "O país apresenta boa coordenação nas áreas de assistência técnica e suporte para a comercialização. O produtor cria animais já sabendo para quem vai vender. Essa característica seria imprescindível para uma realidade de semiárido, de agricultura familiar", ressalta Lobo. "O desenho do arranjo produtivo deles pode ser adequado às nossas limitações. Há possibilidades de testarmos aqui", endossa Fernando.

As informações são da Embrapa Caprinos e Ovinos, adaptadas pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2021 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade