Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Enquete: falta de estrutura é o maior gargalo

postado em 30/06/2006

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A enquete realizada pelo FarmPoint, no período de 31/05/06 a 28/06/06, analisou a opinião dos usuários sobre o principal gargalo da ovinocultura no Brasil. O leitor, além de optar por uma das 5 alternativas, podia registrar sua opinião. Quase metade dos votos indicaram estrutura desorganizada como o maior obstáculo para o desenvolvimento da ovinocultura, porém a comercialização também concentrou muitas opiniões. Os resultados podem ser conferidos na tabela 1.

Tabela 1: Resultado da enquete FarmPoint


Estrutura desorganizada

A maioria dos leitores apontaram a falta de estruturação no setor como o problema chave. As opiniões registradas apontam desorganização tanto entre os elos da cadeia produtiva como dentro de cada elo.

Segundo Alexandre Viedo Rodrigues, médico veterinário de Santa Catarina, "um processo de produção visando cortes selecionados, manejado num sistema de criação semi-intensivo, e dotado de uma cadeia de comercial contínua, sem atravessadores e abates clandestinos, garantem um retorno financeiro sustentável a qualquer propriedade rural. Temos clima, raças, alimentos e um mercado exigente que quer uma carne de animal precoce."

Para Germano Vidal, da Fazenda Sammflower, os pequenos produtores deveriam se aglutinar em associações para poderem desenvolver os recursos completos da cadeia produtiva, como genética, criação e abate e assim oferecer um produto especial para o mercado consumidor.

José Geraldo Borges Celani, zootecnista da secretaria municipal de agricultura de Uberaba MG, também aponta a organização entre os produtores como uma grande dificuldade, aliada à comercialização.

Comercialização

A comercialização, segundo o resultado da enquete, é outra grande barreira para a ovinocultura. Muitos dos votos foram dados por produtores, que provavelmente convivem com essa dificuldade no cotidiano de suas propriedades.

Para Claudionor Alves Correia, pequeno produtor e diretor financeiro da Eurofac Fomento Mercantil, a falta de comercialização legal do produto é o que impossibilita o crescimento da produção. "Estabelecendo-se esse elo da cadeia produtiva, certamente todos os demais elos serão reavaliados e reorganizados", afirma.

Lúcia Mabel Saavedra Bousses, da Cabanha Lomas Negras, acredita que o problema na comercialização é uma conseqüência da estrutura desorganizada. Segundo ela, falta união no setor e com isso, o país abre espaço para a carne ovina importada.

Outras dificuldades

Outra questão destacada por Carlos Henrique da Paz Portela, supervisor técnico de ovinos e caprinos da Tortuga, é a falta de mão de obra qualificada para atuar tecnicamente no setor. "Não temos um pacote tecnológico que possa ser empregado de norte a sul do país, a universidade precisa formar profissionais especializados para a atividade", ressalta.

Roberta Lomonte Lemos de Brito também atentou para a falta de costume da população brasileira em consumir carne ovina no seu dia a dia, utilizando-a apenas para datas festivas.

Não deixe de participar de nossa próxima enquete: Onde você costuma comer/comprar carne ovina?

Por Marina A. Camargo Danés, Equipe FarmPoint

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2014 AgriPoint Consultoria Ltda. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade