Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Especialistas falam sobre UA de ovinos

postado em 09/12/2008

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A leitora do FarmPoint Maria Letícia Vilela de Castro enviou uma dúvida ao Fórum Técnico "Pastagem e conservação de forragens". Ela gostaria de saber quanto vale 1 UA de ovinos e como calcular a unidade animal por área. Colaborando com a leitora, Hélio Cabral Junior enviou a seguinte resposta. Confira:

"Há como se fazer o cálculo. Para isso você precisa determinar a disponibilidade de forragem em base seca (o método do quadrado é excelente para tal e usar a técnica do microondas para MS), e usar o parâmetro de ingestão de 3% do PV em MS de forragem de muito boa qualidade.

Alguns técnicos trabalham com UA ovina como se fosse a UA bovina ou seja, 450kg/PV; entretanto seria correto utilizar a UA ovina convencionada em 360kg/PV (alguns técnicos trabalham com 300kg/PV).

A carga animal será calculada em função da disponibilidade de forragem, eficiência de pastejo e pressão de pastejo. Veja o exemplo:

Imagine um piquete com disponibilidade de 5.143kg/MS/ha de forragem no ponto ideal de pastejo, e que se tenha uma eficiência de pastejo da ordem de 70%, ou seja, 3.600kg/MS efetivamente consumidos. Se considerarmos a UA ovina de 360kg/PV com ingestão de 3% do PV em MS, teríamos uma capacidade de suporte de 333 UA ovina com um dia de ocupação.

Isso pode ser modificado pela pressão de pastejo, pois se forem ovelhas digamos Lacaune produtoras de leite, trabalhar-se-ia com uma pressão de pastejo de 6%, ou seja, uma oferta de 6kg/MS para cada 100kg/PV/animal, que significaria uma oferta de 21,6kg/MS/UA ovina.

Neste último exemplo citado (ovelhas Lacaune), pode-se perceber que como a oferta de forragem é cerca de 2x a ingestão prevista (3%), haverá um decréscimo na eficiência de pastejo que não será mais de 70%; por isso deverão ser usados animais de categorias menos exigentes para aproveitar o restante da forragem.

Com a experiência e anotação dos dados poderá em pouco tempo se fazer uma correlação entre disponibilidade de forragem e altura do dossel, facilitando o manejo.

Uma técnica mais empírica é ir colocando animais ou retirando-os até que se alcance o consumo desejado de forragem (altura).

Lembrar que os números do exemplo aqui citados são arbitrários."


Daniel de Araújo Souza, consultor em sistemas de produção de ovinos, complementou:

"Apenas para complementar as informações do nosso amigo Hélio. Para se comparar unidades animais entre espécies diferentes, uma forma que permite menores erros ou discrepâncias é a técnica do peso metabólico (peso vivo elevado à potência 0,75).

Considerando 1 UA bovina = 450kg e ovinos com 50kg de PV, podemos notar que um animal de 450 kg de PV possui um peso metabólico (PM) de aproximadamente 97,70 kg, enquanto outro de 50 kg apresenta um PM de 18,80 kg. Dividindo 97,70 por 18,80 teremos um valor de 5,19, ou seja, onde se cria um animal de 450 kg de PV deve-se criar apenas, aproximadamente, 5 de 50 kg de PV. Assim uma ovelha de 50kg corresponderia a 0,2 UA.

Como já mencionou o Hélio, a técnica do quadrado é a mais indicada para se calcular a disponibilidade de forragem em uma determinada área. Embora se possa utilizar molduras com formatos e áreas (m2) diferentes, dependendo da espécie forrageira, uma moldura quadrada com 1m2 (1,0m X 1,0m) de área serve para a maioria das gramíneas utilizadas em ovinocultura."


Mariana Paganoti - Equipe FarmPoint

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Marcus Vinicuis da Fonseca

Juiz de Fora - Minas Gerais - Técnico
postado em 11/12/2008

Parabens pelo artigo, pois muitas pessoas presentes na area rural desconhecem estas informações, assim fazendo comparações erradas a respeito da UA .

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2022 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade