Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Estudo avalia habilidades de comunicação na medicina veterinária na área de produção animal

postado em 15/05/2014

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Um estudo publicado no Irish Veterinary Journal revisou importância das habilidades de comunicação na medicina veterinária, cada vez mais reconhecida. Habilidades apropriadas de comunicação com o cliente são de suma importância, tanto na prática de animais de companhia, como na área de produção animal e trabalho de consultoria. A necessidade de construir a relação com o cliente, junto com o desenvolvimento de uma estrutura para a consulta é amplamente reconhecida e se aplica a ambos os tipos de prática veterinária.

A falta de habilidades de comunicação pode ser uma das causas de os produtores pararem com esquemas de fertilidade do rebanho, programas de controle de mastite ou programas de aconselhamento de saúde, simplesmente porque os veterinários não foram capazes de comunicar seus conselhos de uma forma profissional ou entender os processos necessários.

A prática de aconselhamento veterinário na produção animal é, entretanto, caracterizada por uma comunicação mais complexa em diferentes níveis. Enquanto a comunicação orientada à pessoa é um processo permanente entre veterinários e clientes com uma perspectiva pessoal e define o papel da interação, a comunicação orientada a problemas lida com dificuldades emergentes; o objetivo é resolver um problema agudo de saúde. A solução – comunicação orientada é a forma de comunicação em que ambos, veterinário e cliente, resolvem situações de longa data ou problemas com o objetivo de melhorar a saúde do rebanho e, subsequentemente, o desempenho de produtividade. Todas essas três formas de comunicação se sobrepõem.

Baseado nesse modelo, parece útil para a prática veterinária oferecer serviços curativos e de aconselhamento, mas manter esses dois separados quando for apropriado. Na educação veterinária, as estratégias e técnicas necessárias para a comunicação orientada à solução devem ser incluídas no ensino das habilidades de comunicação.

Para ler o estudo completo (em inglês), acesse o link: http://www.irishvetjournal.org/content/64/1/8.
 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

aleques

OUTRA - OUTRO - OUTRA
postado em 18/06/2014

legal

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade