Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

EUA: seca ameaça oferta de leite de cabra em Wisconsin

postado em 08/08/2012

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

São de 2009 as estatísticas mais recentes sobre o rebanho leiteiro de cabra do Estado de Wisconsin, nos Estados Unidos. Nessa época, havia 180 rebanhos em Wisconsin, com 79 deles ordenhando menos de 100 cabras. A produção total em 2009 era a maior do país, de 15,88 milhões de quilos de leite, no valor de US$ 10,5 milhões. Os produtores disseram que todos esses números aumentaram desde então.

O maior comprador de leite e queijos de cabra no país - Montchevre, estabelecido em Belmont desde 1989 - aumentou cerca de 3% o preço que paga pelo leite cru de cabra para seus 350 fornecedores com o intuito de preservar seu abastecimento, pois a seca criou enormes aumentos nos custos dos alimentos das cabras e várias fazendas que fornecem leite à Montchevre já faliram por causa disso, disse o gerente, Jean Rossard. "Nas últimas semanas, temos fechado fazendas. Já perdemos cinco ou seis. Isso é uma preocupação. Precisamos de leite para fazer queijos. Não podemos permitir perder mais fazendas", disse ele.

A produtora Anne Topham, que vende no Mercado de Dane County Farmers, disse que aumentará os preços de alguns produtos pela primeira vez em anos. Burma, que é um grande fornecedor a Montchevre e tem visto os custos dos alimentos das cabras quase dobrarem, espera que pequenos aumentos da planta de Belmont evite que ele deixe a atividade.

Jeanne Meier, coordenadora do Grow Wisconsin Dairy Goat Initiative, disse que "qualquer aumento no preço do leite ajuda o produtor", apesar de ela duvidar que isso cubra suficientemente o aumento dos custos dos alimentos animais. Montchevre aumentou o preço de cerca de US$ 35 por 100 libras (US$ 77 por 100 quilos) para mais de US$ 36 por 100 libras (US$ 79,36/100 kg). "Várias fazendas estão em uma área limitada e quando não produzem seu próprio alimento, seus rebanhos leiteiros e de cabra são muito afetados", disse ela.

"O aumento (da Montchevre) aos produtores é suficiente? Talvez não, especialmente para os produtores que são novos no negócio e têm empréstimos para pagar", disse o economista agrícola da Universidade de Wisconsin-Madison, Thomas Cox. "A atitude da Montchevre era inevitável e será replicada na indústria de lácteos bovinos à medida que os produtores estão enviando parte de suas vacas para o abate, porque não podem alimentá-las", completou ele.

A reportagem é do http://host.madison.com, traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade