Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Europa: ambiente ajudou na propagação da língua azul

postado em 03/04/2007

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O número de casos da doença da língua azul no norte da Europa vem sendo influenciado pelas mudanças na temperatura, bem como por fatores ambientais, como a altitude e a densidade animal. Esta é uma das conclusões da Autoridade Européia de Segurança dos Alimentos (AESA) sobre uma análise epidemiológica global da doença.

O número de casos de língua azul teve dois momentos de pico, que coincidiram com os períodos quentes, separados por um período mais frio. O vento vem sendo, junto com o movimento animal (que estava sujeito a restrições), a principal razão da propagação.

As elevadas temperaturas no verão de 2006 resultaram em um elevado número de várias espécies do vetor Culicoides, o que favoreceu o estabelecimento e a propagação do vírus. A infecção inicial ocorreu em uma região próxima a Maastricht (Países Baixos), onde nunca tinha sido registrado casos da doença, dificultando o diagnóstico.

A reportagem é do site Agrodigital.

Avalie esse conteúdo: (2 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade