Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Evialis substitui marca Purina por Presence no Brasil

postado em 21/10/2010

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Uma das maiores empresas de nutrição animal do mundo, a francesa Evialis, decidiu substituir a tradicional marca Purina pela Presence para reforçar sua atuação no mercado de produtos para animais de produção. A substituição, contudo, será gradual. O grupo francês utilizará a Purina até junho de 2011, quando vence a licença de uso da marca obtida em 2008, quando a Evialis comprou a divisão de nutrição animal da americana Cargill.

"O contrato nos impunha algumas limitações. Precisávamos de mais espaço e produtos novos, coisas que a nova marca permitirá", disse Nilton Perez, diretor presidente da Evialis no Brasil. Segundo ele, a empresa manterá as duas marcas no mercado pelos próximos oito meses, até o vencimento da licença. "Nesse período faremos um trabalho de comunicação intenso para explicar as mudanças aos clientes", afirma Perez.

Com a mudança, a empresa pretende ampliar participação no mercado doméstico, principalmente com o lançamento de novos produtos para ruminantes, equinos, pescados, além de entrar no segmento de animais de companhia. Perez lembra que com a nova marca a empresa conseguirá elevar seu portfólio de produtos, algo que não era possível com por meio da Purina. Apenas ontem (20), quando a mudança foi anunciada, foram apresentados 10 novos produtos.

O crescimento estimado é semelhante ao esperado para o setor de nutrição no Brasil. Segundo o Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações), a expectativa é que a produção de ração seja de 65 milhões de toneladas ante as 58,4 milhões de 2009.
A empresa não revela o valor exato de seu faturamento, mas sinaliza para uma receita aproximada de R$ 500 milhões no ano encerrado em junho deste ano.

A matéria é de Alexandre Inacio, publicada no jornal Valor Econômico, resumida e adaptada pela Equipe AgriPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade