Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Excesso de oferta provoca queda de 17,7% nos preços do milho em maio

postado em 14/06/2012

3 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O excesso de oferta de milho no mercado interno pressionou para baixo os preços do cereal em maio, com uma queda média de 17,7% em relação a abril. A redução mais acentuada foi registrada no município de Sorriso (MT), de 29,2%, onde o valor da saca de 60 quilos caiu para R$ 16,50. Os dados estão no boletim "Custos e Preços", elaborado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), com base na coleta de dados sobre a comercialização e os custos de produção em algumas das principais regiões produtoras do grão no País. Segundo o levantamento, as condições climáticas favoráveis ao plantio da safrinha podem aumentar o excedente do produto no ambiente doméstico nos próximos meses. "O quadro reforça a necessidade de estimular o aumento da demanda por milho para evitar quedas ainda mais expressivas nos preços aos produtores", alerta a CNA no boletim.

Para conter quedas mais acentuadas do preço do cereal, uma das medidas defendidas pela CNA é a realização de leilões de Prêmio de Escoamento de Produto (PEP), mecanismo utilizado pelo governo federal para estimular a comercialização do grão, levando o produto armazenado das regiões produtoras para outras localidades do Brasil ou para outros países. Na avaliação da entidade, a desvalorização do Real frente ao dólar e a expectativa de quebra de safra do trigo no leste europeu, diante da falta de chuvas na região, podem favorecer o escoamento via exportações. O trigo costuma ser utilizado como substituto do milho na fabricação de rações, mas os problemas climáticos na lavoura podem aumentar a demanda mundial pelo milho, o que tende a favorecer o Brasil. "A questão é saber o momento em que o governo fará esta intervenção no preço por meio dos leilões", sinaliza o boletim.

Soja - Os preços da oleaginosa seguiram trajetória ascendente em maio, em comparação com abril. A maior cotação no mercado interno foi registrada em Tupanciretã (RS), onde a saca de 60 quilos chegou a R$ 62,60, com valorização de 23,2% na comparação com abril. No entanto, a maior valorização ocorreu em Sorriso (MT), de 41,9% em relação ao mês anterior, com a saca sendo comercializada a R$ 54,75. Este comportamento é reflexo dos problemas climáticos gerados pelo La Niña, que provocaram redução de oferta. No cenário internacional, o quadro também é de valorização da soja, por causa de vários fatores, e de especulações sobre o clima e o desenvolvimento da safra norte-americana, além da alta do dólar e dos baixos estoques mundiais.

A matéria é da Assessoria de Comunicação CNA, adaptada pela Equipe AgriPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Carlos Raul Consonni

São Paulo - São Paulo - Produção de ovinos
postado em 14/06/2012

Sou produtor rural e empresário,tomei conhecimento dêsta midia através do sr.André Assumpção-AAPA, que esta realizando o leilão da Fazenda Bonfim no dia 8/7 às 21hs,canal Terraviva. Achei muito interessante tanto a formatação da publicidade,bem como , o noticiário do setor do agrobusiness.Parabéns.

Ruy Jose da Silva

Santo Antônio de Pádua - Rio de Janeiro - Produção de leite
postado em 14/06/2012

Eu gasto muito milho por mês, gostaria de ter endereço com telefones pessoas que vendem milho no região de minas gerais,como Sul,de minas ou triângulo mineiro, eu uso  também caroço de algodão, se souber de alguém que vende, por favor  me forneça o telefone, e aproveito a oportunidade para agradecer a milkpoint pelo excelente trabalho que vem fazendo c/ pecuária leiteira, nos informando e nos orientando, no aguardo atenciosamente .

marinebalarotti

NOVA FLORESTA - Paraiba - Produção de caprinos de leite
postado em 04/07/2012

pretendo ampliar minha produção de caprinos de leite,por isso busco informações.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade