Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

ExpoCeará 2014 promete produzir maior queijo de leite de cabra do mundo

postado em 30/04/2014

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A 11ª edição do ExpoCeará, evento voltado para o agronegócio no estado, começa nesta quarta-feira (30). O evento apresenta rebanho com alta qualidade genética e padrão racial, valorizando o rebanho cearense. Uma das metas do evento neste ano é a fabricação do maior queijo de cabra do mundo, com registro no Guinness, o livro dos recordes.

Para a produção do queijo, estão sendo utilizados entre 3,5 mil a 4 mil litros de leite na produção do alimento. Depois de constatado o tamanho do queijo, ele será encaminhado, pelo Clube do Berro, para publicação no Guinness Book.

A abertura oficial será às 18h, desta quarta-feira (30), no picadeiro do Parque de Exposições Governador César Cals, em Fortaleza. A exposição prossegue até o dia 4 de maio e vai contar com exposição e julgamento de ovinos, caprinos, bovinos e equinos vindos de vários Estados do Brasil. A programação conta ainda com a exposição de uma fazendinha e uma bodega, ambas, ao estilo antigo do interior cearense. Haverá também um engenho, com caldo de cana e rapadura, uma casa de farinha, com a comercialização de tapioca, goma, biju e produtos similares, e exposição de artesanato.

O evento é promovido pelo Clube do Berro e Associação dos Criadores de Caprinos Leiteiros do Ceará (Caprileice), em parceria com o Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA). O Presidente do Clube do Berro Amilcar de Araújo Silveira, organizador do evento, falou que “a expectativa é gerar cerca R$ 2 milhões em negócios”.

O secretário do Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, destacou que as Feiras e Exposições no Ceará são oportunidades para os criadores mostrarem o que têm de melhor. “É a oportunidade de provar que é possível conviver com o semiárido e apresentar animais com alto padrão genético”, afirmou.

As informações são do G1.
 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade