Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Exportações australianas de carne ovina tiveram melhor desempenho que o mês de abril de 2011

postado em 08/05/2012

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

As exportações australianas de carne ovina continuaram tendo melhor desempenho que o mês de abril de 2011, com as exportações de carne de cordeiro aumentando 14% com relação ao ano anterior, para 14.219 toneladas, e as exportações de carne de carneiro aumentando 33%, para 6.607 toneladas, de acordo com dados do Departamento de Agricultura, Pesca e Silvicultura do país. As ofertas disponíveis de carne de cordeiro e de carneiro estão muito maiores em 2012, especialmente nos estados orientais.

A região que deu o maior suporte ao comércio de carne ovina da Austrália foi o Oriente Médio. A quantidade exportada de carne de cordeiro ao Oriente Médio em abril foi a terceira maior registrada, mais que o dobro que no mesmo mês do ano anterior, em 4.094 toneladas. Além disso, as exportações de carne de carneiro à região foram 38% maiores com relação ao ano anterior, em 3.751 toneladas. O forte comportamento de compra foi parcialmente para garantir que os estoques de carne ovina estarão altos o suficiente para suprir a demanda durante o Ramadã, que ocorrerá em julho nesse ano.

As exportações à Grande China também foram maiores durante abril, com a carne de cordeiro aumentando 1% com relação ao ano anterior, para 2.499 toneladas, e a carne de carneiro aumentando 157%, para 770 toneladas.

As exportações de carne de cordeiro a mercados estabelecidos, como Estados Unidos (22% a menos que no ano anterior, em 2.646 toneladas) e União Europeia (4% a menos, para 728 toneladas) foram influenciadas por estoques relativamente grandes do produto e uma maior produção na Nova Zelândia.

A reportagem é do Meat and Livestock Australia (MLA), traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade