Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Exportações de carne de cordeiro da Austrália aumentaram 45% em janeiro

postado em 08/02/2013

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

As exportações de carne de cordeiro da Austrália continuaram o ritmo recorde registrado em 2012, com o maior volume total exportado no mês de janeiro, de 15.212 toneladas – 45% a mais que no mesmo período do ano anterior e ultrapassando o recorde anterior no mês de janeiro, que foi no ano de 2008 (14.566 toneladas). Esse volume maior foi novamente facilitado pela maior produção e incluiu aumentos aos principais importantes mercados, de acordo com dados do Departamento de Agricultura, Pesca e Silvicultura.

Os dois maiores mercados individuais, Estados Unidos e China, aumentaram 72% (para 3.348 toneladas) e 71% (2.694 toneladas) com relação ao ano anterior, respectivamente. Nos Estados Unidos, isso foi direcionado principalmente por mais exportações de cortes nobres variados e perna, enquanto na China, o maior aumento foi de breast & flap e 4-rib shoulder.

Também houve um aumento notável nos envios ao Oriente Médio, que aumentou 49% com relação ao ano anterior, para 4.542 toneladas. Isso incluiu um aumento de quase nada para Bahrain em janeiro de 2012 para 1.187 toneladas no mês passado (quase tudo em carcaças de cordeiro). Similarmente, houve um aumento de 141 toneladas, para 785 toneladas de carcaça de cordeiro ao Irã. Os Emirados Árabes Unidos também aumentaram suas compras com relação ao ano passado, em 13%, para 1.180 toneladas, enquanto os envios à Jordânia caíram 39%, para 570 toneladas, particularmente de cortes de dianteiro e ombro (shoulder).

Outros importantes mercados durante janeiro incluíram Papua-Nova Guiné, que ficou estável com relação ao ano anterior, em 854 toneladas; a União Europeia (UE), que teve aumento de 11%, para 743 toneladas (principalmente devido a mais pernas enviadas ao Reino Unido); Hong Kong, com aumento de 78%, para 500 toneladas (mais breast & flap, carcaça e ombro); e Japão, que caiu em 18%, para 407 toneladas.

A reportagem é do Meat and Livestock Australia (MLA), traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.
 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade