Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Exportações de carne de cordeiro da Austrália se mantiveram estáveis em 2010-11

postado em 06/07/2011

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

As exportações australianas de carne de cordeiro se mantiveram firmes, em 156.565 toneladas, em 2010-11 - apenas 405 toneladas a menos que em 2009-10, de acordo com dados do Departamento de Agricultura, pesca e Silvicultura do país. Esses volumes foram alcançados apesar do alto dólar australiano, de um declínio na produção de carne de cordeiro no período, dos maiores preços dos animais e as menores margens dos exportadores.

Também apoiando os volumes durante 2010-11 esteve o crescimento nos mercados em desenvolvimento à custa de destinos mais estabilizados, particularmente América do Norte. Um aumento na participação da carne de cordeiro congelada em 2010-11 para 65% em comparação com 62% em 2009-10 também refletiu isso.

O Oriente Médio foi o maior mercado para as exportações de carne de cordeiro australiana em 2010-11, totalizando 36.522 toneladas, aumentando 10% com relação ao ano anterior. Os envios ao Oriente Médio também cresceram de acordo com as fortes economias e demanda dos consumidores por proteínas. Em contraste, os envios aos Estados Unidos, anteriormente maior mercado, caíram 10%, para 33.359 toneladas. Os envios aos Estados Unidos foram prejudicados pelas baixas ofertas australianas e forte valor do dólar australiano, resultando em preços recordes.

Em 2010-11, a Grande China continuou seu crescimento como importante mercado de carne de cordeiro, aumentando 8%, para 27.824 toneladas, enquanto os envios à União Europeia (UE) aumentaram 11%, para 13.766 toneladas. Apoiando o crescimento na Grane China esteve o contínuo crescimento populacional, o aumento das rendas e uma classe média crescendo rapidamente. Adicionalmente, para a Grande China e UE, o declínio na produção e os envios da Nova Zelândia ajudaram aumentar a demanda pelo produto australiano.

Os envios para outros grandes mercados de carne de cordeiro australiano foram mistos, com as exportações para Papua-Nova Guiné aumentando 14%, para 9.875 toneladas, Japão e Coreia do Sul firmes em 7.172 toneladas e 9,508 toneladas, respectivamente, e Canadá caindo 23%, para 3.522 toneladas.

A reportagem é do Meat and Livestock Australia (MLA), traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade