Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Exportações de carne de cordeiro e de carneiro da Nova Zelândia caem em setembro

postado em 23/10/2013

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

As exportações de carne de cordeiro da Nova Zelândia durante o mês de setembro caíram 12% com relação ao ano anterior, para 17.260 toneladas, devido aos declínios significativos à maioria dos principais mercados.

As exportações de carne de cordeiro ao maior e mais valioso mercado da Nova Zelândia, a União Europeia (UE), caíram 17% em setembro com relação ao ano anterior, para 6.857 toneladas. Apoiando o declínio estiveram a queda de 19% e 23% nos volumes exportados ao Reino Unido e França, com 2.681 toneladas e 684 toneladas, respectivamente.

Similarmente, as exportações ao Oriente Médio caíram 44% com relação a setembro do ano anterior, para 1.063 toneladas, com as vendas à Arábia Saudita representando mais de 50% das exportações totais à região, em 541 toneladas.

Em contraste, as exportações aos Estados Unidos e à China cresceram 8% e 35%, com relação ao ano anterior, para 1.202 toneladas e 5.130 toneladas, respectivamente. O crescimento das exportações à China continuou a tendência de grandes volumes, totalizando 71.629 toneladas – quase 21% ou 12.573 toneladas acima do total anual de 2012, com três meses ainda faltando no calendário.

As exportações totais de carne de carneiro em setembro caíram 11% com relação ao ano anterior, para 3.934 toneladas, lideraras por um declínio de 2% nos envios à UE, para 1.290 toneladas. Similar às exportações de carne de cordeiro da Nova Zelândia à China, as exportações de carne de carneiro à região em setembro cresceram 88% com relação ao ano anterior, para 1.972 toneladas. Até agora nesse ano (janeiro a setembro), as exportações de carne de carneiro a China foram quase quatro vezes maiores do que o mesmo período do ano anterior e aumentaram 117% com relação ao total do ano de 2012.

A reportagem é do Meat and Livestock Australia (MLA), traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2021 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade