Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

FAO prevê possibilidade de estabilização de alimentos

postado em 15/05/2008

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O aumento dos preços dos alimentos que desencadeou turbulências globais e políticas desde o ano passado começou a demonstrar os primeiros sinais de estabilidade. Segundo a FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) o índice de preços de alimentos teve, no mês de abril, o primeiro declínio em 15 meses. A redução foi decorrente da queda dos preços de trigo, laticínios, soja e arroz.

O diretor-geral-assistente da FAO, Jose Maria Sumpsi, disse no começo da semana que, exceto pelos preços do milho e do arroz, a inflação dos alimentos parecia estar "próxima do pico", embora não esperasse que começassem a cair. Os comentários dele e a queda no índice de preços da ONU são o maior sinal do início da redução da inflação dos alimentos desde o início da crise, em meados do ano passado, mas não significam que o problema esteja controlado.

O índice de preços da FAO referente a abril, que será publicado no próximo mês, caiu para 216,7 pontos. Em março, a taxa revisada ficou em 217 pontos e ainda houve alta de 52% nos últimos 12 meses, segundo um executivo que disse ter visto o indicador.

Neste ano, o clima está mais favorável à agricultura e deve haver aumento de vários cultivos com o objetivo de aproveitar as vantagens dos preços recordes das commodities. Analistas do setor de alimentos alertam, no entanto, de que ainda pode haver aumento de preços em razão da maior demanda por produtos agrícolas para a produção de biocombustível e do clima desfavorável, como o ciclone ocorrido em Mianmar (antiga Birmânia).

As informações são do jornal Folha de São Paulo.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade