Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

FAO: produção maior não deve baratear alimentos

postado em 23/05/2008

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Nem o aumento da produção deve derrubar os preços dos alimentos nos próximos anos, segundo relatório da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO). Para a entidade, uma série de fatores elevou as cotações internacionais desses produtos.

A FAO acredita que o novo nível de preços será mantido mesmo diante de projeção de produção recorde de alguns produtos, como cereais. Algumas commodities tiveram os preços reduzidos nas últimas semanas, mas não há previsão de voltar aos níveis anteriores.

Desde fevereiro os preços médios de alguns produtos têm se estabilizado, mas o problema é que haviam aumentado 53% nos quatro meses anteriores.

Para a FAO, o impacto dos preços será significativo. Os países mais pobres terão de pagar US$ 169 bilhões neste ano para se alimentar, 40% mais que em 2007 e quatro vezes mais que o importado em 2000.

Os motivos das altas são variados, incluindo a explosão nos preços dos fertilizantes, o custo do frete, que duplicou em alguns casos, e a especulação. Esses fatores explicariam ainda a alta de 30% nos preços do açúcar e, principalmente, no comércio de milho, com até mesmo uma queda nas importações.

"Alimentos não são mais baratos como foram", afirmou o diretor-assistente da FAO, Hafez Ghanem, segundo reportagem de Jamil Chade, do jornal O Estado de S.Paulo.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade