Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

França: cresce importação de carne ovina no 1ºsemestre

postado em 01/09/2009

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

As importações de carnes ovinas da França se recuperaram durante a primeira metade de 2009, com aumento de 5%, atingindo 64.400 toneladas após a queda de 7% no ano anterior. O aumento nas importações foi resultado de uma menor produção na França, que caiu 9% com relação ao ano anterior.

O aumento das importações nesse ano foi impulsionado pelo aumento nos envios dos principais fornecedores da França, apesar da menor produção nesses países. As importações de carnes ovina oriundas do Reino Unido aumentaram 2%, representando 26.800 toneladas; os envios da Nova Zelândia aumentaram 8%, atingindo 18.200 toneladas; enquanto as importações da Irlanda cresceram 6%, chegando em 10.400 toneladas. Entretanto, as importações oriundas da Espanha caíram 21%, à medida que a produção deste país decresceu bastante.

A baixa cota de exportações da Austrália para a União Europeia (UE) de carne ovina com tarifa zero, de 18.786 toneladas, reduziram as importações francesas de produtos australianos. Durante a primeira metade de 2009, as exportações australianas de carne de cordeiro e carneiro à França totalizaram 627 toneladas, 30% a menos que no ano anterior.

A redução da produção da França veio como resultado de uma contínua contração no rebanho ovino local, que declinou 8% em 2008, devido à redução na lucratividade e às reformas da Política Agrícola Comum (PAC) da UE, que desvincularam os pagamentos de subsídios aos níveis de produção.

A reportagem é do Meat and Livestock Australia (MLA), traduzida e adaptada pela Equipe AgriPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2022 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade