Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Gaúchos não conseguem comprar ovinos argentinos

postado em 23/06/2008

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

As normas do Mercosul estão travando a importação de ovinos Hampshire Down da Argentina pelos criadores gaúchos. Conforme o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Hampshire Down, Wilson Barbosa, faz dez anos que não ingressam exemplares da raça argentina no Brasil e, neste período, o país alterou a técnica de realização do exame que detecta a doença Maedi-Visna.

Cinco ovinocultores gaúchos se organizaram para comprá-los. "Encaminhamos toda a papelada do processo de importação dos exemplares, que foram colocados em quarentena, mas falta o Brasil aceitar o novo exame ou a Argentina voltar ao antigo", afirmou.

A solução do impasse depende dos criadores argentinos, que devem protocolar no Senasa o pedido para alterar o tratado do Mercosul, explicou Luiz Ernani Cardoso, da área de exportação, importação e fomento do Mapa. "O exame está nas normas. A mudança tem que partir da assessoria diplomática da Argentina", avisou, ressaltando que alterações deste tipo não são rápidas e dificilmente sairiam antes da Expointer, que para Barbosa, seria importante para manter o caráter internacional da feira.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade