carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Governo Dilma destina R$ 21 bilhões para financiar a agricultura familiar

postado em 24/02/2014

2 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (24) que o governo destinou R$ 21 bilhões para financiar a safra de 2013/2014 da agricultura familiar, dos quais R$ 13,7 bilhões já foram contratados pelos pequenos produtores. Segundo ela, os agricultores estão aproveitando o crédito barato do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para expandir a produção e comprar máquinas e equipamentos.

“São mais tratores, mais caminhões, equipamentos de irrigação e resfriadores de leite, aumentando a produtividade nas lavouras e nas criações da agricultura familiar”, disse.

No programa semanal Café com a Presidenta, Dilma informou que o pequeno agricultor também pode se beneficiar das inovações tecnológicas. “No Pronaf Inovação, o crédito é bem barato para incentivar o cultivo protegido de hortifrutigranjeiros, para a automação da avicultura e da suinocultura, e também para atualização tecnológica da bovinocultura de leite.”

A presidenta explicou que o fortalecimento da agricultura familiar também inclui o apoio à comercialização dos produtos por meio da compra de uma parte dos alimentos produzidos nas pequenas propriedades e cooperativas pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). O orçamento do PAA somado ao orçamento do Pnae para 2014 é cerca de R$ 2 bilhões.

“Esses programas, o PAA e o Pnae, são muito importantes, porque, primeiro, garantem renda certa aos produtores; segundo, eles colocam produtos frescos e saudáveis na merenda escolar das crianças, nas creches e nos hospitais. E, finalmente, eles movimentam a economia dos pequenos municípios”, ressaltou.

Segundo Dilma, os pequenos produtores representam 33% do Produto Interno Bruto (PIB) agropecuário do Brasil, 84% dos estabelecimentos rurais e 74% da mão de obra no campo.

As informações são da Agência Brasil.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

luiz carlos lima silva

Brejões - Bahia - Produção de café
postado em 24/02/2014

          Aonde é isso mesmo, porque aqui em nosso município ninguém  consegue  crédito nenhum.          

carlos alberto vaz pereira

Campos Verdes - Goiás - gestor em agronegocios
postado em 25/02/2014

Tenho também a mesma percepção, pois os programas deveriam ser mais divulgados e os órgãos municipais, como secretaria de agricultura, emater e outros, disponibilizar de mais recursos informais, pois aqui no nosso município ninguém conhece o programa, e os benefícios oferecidos que o governo emplaca tanto, ficando apenas no papel, muito marketing e pouca ação,  muita burocracia exigida ao pequeno produtor, que na maioria das vezes desanima pelo fato da burocracia, pois estes projetos deveriam ser mais acessíveis aos municípios, e daí o governo cobrar dos municípios mais empenho em levar estes conhecimentos diretamente ao pequeno produtor. O produtor representa 33% do produto interno bruto, será que fosse mais valorizado, tivesse mais subsídios, uma política mais justa e direta ao meio rural como um todo, o Brasil seria outro, mas serve como alento, novas eleições está vindo aí, e o PT mais uma vez desponta na frente, onde que nos frustra ainda mais, pois o produtor é sofrido, segundo plano, acorda Brasil.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade