Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Greve dos bancos pode atrasar renegociação das dívidas

postado em 13/10/2006

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A renegociação das dívidas dos produtores rurais e a tomada de crédito para a próxima safra podem ser prejudicadas pela greve dos bancários, que começou na quinta-feira da semana passada (05/10).

A assessora técnica da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Rosimeire Cristina dos Santos, explica que isso pode atrasar o plantio e comprometer a produtividade das lavouras. Entretanto, a assessoria de imprensa do Banco do Brasil informa que a greve dos bancários não está interferindo nas operações da instituição. Segundo informações do banco, a instituição tem até o fim deste mês para fechar as operações de renegociação de dívidas.

O Banco do Brasil prevê renegociar este ano R$ 6 bilhões em dívidas, que deverão ser pagas durante os próximos cinco anos. A partir de 2007, o produtor terá de pagar a cada ano 20% das dívidas, até saldar o montante em 100%

Rosimeire afirmou ainda que a tomada de crédito para a safra 2006/07 está atrasada, se comparada ao ano passado e que isso pode se agravar com a paralisação dos bancários. "Esse atraso está sendo motivado pelo baixo dinamismo no campo, uma vez o produtor rural decidiu adiar a decisão de investir", explica.

Segundo a assessora da CNA, a renegociação de dívidas com Cédula do Produto Rural (CPR) são as operações que estão mais atrasadas. Até sexta-feira da semana passada, apenas 40% destes papéis tinham sido renegociados. As demais operações já estão praticamente encerradas. Até o dia 06 deste mês, o Banco do Brasil havia renegociado quase 100% das dívidas de custeio e de investimento contraídas em 2004/05. O mesmo ocorre com as dívidas contraídas em 2005/06 que já foram 95% renegociadas 95%.

As informações são de Viviane Monteiro, para a Gazeta Mercantil.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade