Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

IBGE: rebanho ovino cresce 2,4% e caprino cai 1%

postado em 23/11/2009

6 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Efetivo de rebanhos

Na última quinta-feira (19), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE - divulgou os dados da Pesquisa Pecuária Municipal 2008 (PPM 2008). O efetivo de rebanho ovino, em 2008, aumentou 2,4% sobre 2007, para 16,6 milhões de cabeças. Todas as regiões brasileiras mostraram crescimento no número de ovinos em 2008, com destaque para a região Sul que apresentou o maior crescimento, de 5,3%, com 4,85 milhões de cabeças - segundo maior rebanho, perdendo apenas para o Nordeste.

O rebanho caprino brasileiro recuou 1,01% em 2008 frente ao ano anterior, ficando com 9,35 milhões de cabeças. A região Nordeste - maior rebanho caprino do Brasil - teve queda de 1,3% no número de animais, com total de 8,5 milhões de cabeças.



Produção de lã

Em 2008, foram tosquiados no país 3,94 milhões de ovinos, 3,76% a mais em relação ao número de 2007, resultando na produção de 11,6 mil toneladas de lã, volume 4,32% superior em relação à produção de 2007.



Equipe FarmPoint, com dados do IBGE.

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Comentários

Antonio Rafael Camargo Rodrigues

Barretos - São Paulo - Estudante
postado em 23/11/2009

Muito bem!!
Que sabermos que temos ferramentas como "Farmpoint" que contribuem para nosso desenvolvimento profissional e tomadas de decisões práticas produtivas!!

Obrigado, pela infomação!!

Camila Carneiro

Viçosa - Minas Gerais - Consultoria/extensão rural
postado em 23/11/2009

Semana passada apresentei uma palestra na Universidade Federal de Viçosa, onde abordei assuntos relacionados à produção leiteira de cabras e ovelhas em todo o país, mais especificamente Leite de cabra x Leite de ovelha. Seria interessante ter apresentado o último CENSO do efetivo caprino e ovino, pois apresentei dados de 2006, o mais atual que encontrei.
Agora não entendo o que houve para o rebanho caprino ter caído 1%, ainda mais com o incentivo dos programas institucionais do leite de cabra na região do Nordeste.
Alguém poderia me esclarecer?
Obrigada.

Luiz Alberto Oliveira Ribeiro

Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Pesquisa/ensino
postado em 24/11/2009

Usarei os dados em palestra que ministrarei para veterinários da Bayer - São Paulo

Alexandre Trindade

Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Consultoria/extensão rural
postado em 24/11/2009

Ótimo!!!

Dados atualizados, que por intermédio desta ferramenta chamada "FarmPoint", nos deixa mais tranquilos e objetivos em nossas tomadas de decisões.
Continuem assim, para que possamos crescer juntos.
Obrigado.

Roberis Ribeiro da Silva

Salvador - Bahia - Consultoria/extensão rural
postado em 05/12/2009

Parabens pela atualização nas informações.

Aproveito a oportunidade para informar que já imaginavamos que essa tendência iria se confirmar na teoria. Pois na prática isso já acontece em nosso frigorifico onde a procura por ovinos gira em torno de 80 a 90% e consequentemente o abate tambem. Acredito que essa será uma tendência em quase todas as regiões do Brsila nos próximos 10 anos.

Manoel Damasceno

Castanhal - Pará - Frigoríficos
postado em 01/02/2010

O Estado do Pará tem contribuido para o crescimento de ovinos na Região Norte, porém ainda existe muito mercantilismo que pode promover um decrescimo grande em nossa produção, pois a política que se criou foi produção de matrizes e reprodutores para vencer leilões e a produção em sí fica esquecida, permanecendo, muitas vezes sem modernização e tecnificação da produção. Precisamos melhorar.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade