Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Indústria de lã da China é afetada pela baixa demanda europeia

postado em 29/05/2012

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A recessão na Europa tem sido responsabilizada pelos fracos retornos nos setores de produção de grandes economias da Ásia. A falta de pedidos europeus por produtos relacionados à lã, como tops, tecidos e roupas, levaram os fabricantes chineses a reduzirem suas compras de matérias-primas.

Domesticamente, a indústria de lã da China também sofreu as consequências da maior inflação e dos altos custos trabalhistas. As tentativas do Governo de esfriar a economia após um prolongado "boom" de habitação incluíram controles mais rígidos de créditos, que ajudaram a evitar uma forte queda. Com os gastos domésticos chineses caindo, os fabricantes estão comprando pouco e não estão se apressando em fazer grandes pedidos. A expectativa é de que o Governo chinês vá intervir para estimular o crescimento doméstico.

O mercado doméstico da China consome principalmente lã de 19,5-20,5 microns. Qualquer um dos casos desse alcance particular tem tido uma demanda razoável. Porém, as lãs de 18,5 microns ou mais finas, que são processadas na China para os mercados de exportação na Europa, estão apresentando maior queda na demanda.

Existe uma linha de otimismo de que os consumidores dos Estados Unidos começarão a gastar novamente. Porém, à medida que os consumidores norte-americanos estão preocupados, eles também estão mais interessados no algodão do que nos produtos de lã. A maior demanda de roupas de lã de alta qualidade vem da Europa.

No entanto, o relatório do Australian Wool Innovation Limited (AWI) publicado no mês passado indicou que as vendas varejistas nos Estados Unidos aumentaram. O país é de longe o maior mercado de roupas da Austrália, com um valor estimado de mercado de US$ 314 bilhões, que é mais do que duas vezes o tamanho do segundo maior mercado, a China. De acordo com o relatório, esse mercado crítico para roupas de lã foi o cenário central para a crise financeira global de 2008/09. Seu impacto ainda está sendo sentido na economia dos Estados Unidos.

Os dados mais recentes dão algumas razões para um otimismo cauteloso certamente comparado com seis meses atrás. Um impacto ainda maior é a melhora na economia, com uma pesquisa recente sugerindo que os consumidores dos Estados Unidos estavam otimistas para esse ano em fevereiro de 2012. A National Retail Federation citou 20 meses consecutivos de crescimento sustentado pela demanda com relação ao ano anterior em fevereiro. As vendas da indústria varejista aumentaram 0,5% ajustados sazonalmente.

Os varejistas estão ainda observando todos os indicadores econômicos de forma muito cuidadosa, mas existem sinais suficientes de melhoras no mercado de trabalho e na economia geral. Os varejistas somente importam mais se esperam vender mais, de forma que esses números são sinais de que o otimismo está crescendo, apesar do impacto dos maiores preços dos combustíveis ainda não estar claro, disse o relatório do AWI.

Economistas líderes previram que os mercados da Europa e dos Estados Unidos continuarão melhorando gradualmente e, com a demanda adicional de economias emergentes, como Brasil e Índia, a demanda por lã deverá ser forte.

A reportagem é do www.woolnews.net, traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2021 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade