carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Kátia Abreu diz que eventual aumento de juros não inviabilizaria a agricultura

postado em 16/03/2015

3 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, disse sexta-feira (13) que, mesmo que haja aumento na taxa de juros do Plano Safra 2015/2016, “nada será feito que inviabilize a agricultura”. A ministra evitou responder se haverá nova elevação dos juros e se será maior que a do ano passado, quando as taxas do programa subiram em média um ponto percentual.

“Nós sabemos da rapidez com que a agricultura responde à economia, ao emprego, às importações. Estou totalmente tranquila no que diz respeito ao volume e aos juros que praticaremos na próxima safra. Não posso responder [sobre a alta de juros], nós teremos o momento adequado, que será o lançamento do plano”, disse.

Kátia Abreu falou à imprensa após participar da 4ª Reunião de Ministros da Agricultura e Desenvolvimento Agrário do Brics, grupo que reúne as cinco principais economias emergentes: Brasil, Índia, China, Rússia e África do Sul.

Na entrevista, a ministra também confirmou que o engenheiro agrônomo André Nassar, diretor da empresa de consultoria Agroícone, será o próximo secretário de Política Agrícola da pasta. “Nos próximos dias, aguardamos nomeação pela Casa Civil, que tem o trâmite burocrático necessário”. Por fim, Kátia Abreu informou que o ministério deve enviar uma missão à China, Malásia e Rússia para tratar da questão da exportação da carne brasileira.

“Estamos organizando agora, na segunda semana de abril. Vamos com entidades, grandes empresas, médias empresas, que estão em negociação para a abertura de plantas não só na China, mas também na Malásia e na Rússia. Queremos estar em dia com todos os nossos protocolos sanitários e fitossanitários para dar solidez a esse comércio”, afirmou.

A reportagem é da Agência Brasil.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

darlani porcaro

Muriaé - Minas Gerais - Produção de leite
postado em 17/03/2015

Creio eu que,em se tratando de carne brasileira está tudo bem , agora, em relação ao leite, pequenos produtores, incentivos , crédito em melhoramentos em todas as áreas ao pequeno produtor, , então acho que a Sra. Kátia deveria era ficar no Brasil, se inteirando desses problemas, do leite, do que ir para o exterior, pelo menos agora.

nelsomar pereira fonseca

Mutum - Minas Gerais - Produção de leite
postado em 17/03/2015

Estamos precisando que a nossa querida ministra, veja além da exportação das carnes, realmente precisa ver urgente os produtores de leite, más a situação fica ainda mais complicada sem o crédito rural, que sumiu, não temos mais crédito rural para investimentos, crédito rural para custeio, pois além da queda no preço do leite, temos os aumentos do petróleo, energia elétrica, salário, produtos como ração, ( milho, soja, minerais), defensivos, fertilizantes etc, e agora que o produtor precisa de fazer investimentos e custeios para ficar e se manter na atividade, também fica sem o credito rural, para alimentar o rebanho.
Precisamos também de nos moblisamos?
Ministra, libera este crédito, olhe um pouco para o setor produtivo,.
Nelsomar Pereira Fonseca
Pequeno Produtor de Leite, e extensionista

Paulo de Castro Guimarães

Rio Verde - Goiás - Produção de leite
postado em 23/03/2015

Vocês acreditam que essa ministra (agora ligada ao time Lula/Dilma/PT) fará algum benefício para o agronegócio ? Esse grupo tem ódio dos do agronegócio.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade