Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Lançamento de livro marca encontro sobre insumos agropecuários

postado em 05/02/2013

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Representantes da Câmara Temática de Insumos Agropecuários estiveram reunidos nessa segunda-feira (04), em Brasília, quando foram apresentados os dados de 2012 e debatidas as perspectivas para 2013 dos segmentos ligados às indústrias de defensivos agrícolas, fertilizantes, sementes, suplementos minerais, saúde animal e ração.

Na ocasião, O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC) lançou um livro sobre Estudo de viabilidade técnica e econômica destinado à implantação do Parque Produtivo Nacional de Aditivos da Indústria de Alimentação de Animais de Produção.

Nos últimos 20 anos o setor apresentou números acima do PIB e de vários outros setores do agronegócio e projeta-se até 3% de crescimento para 2013 ou produção de 72 milhões de toneladas, o que a mantém o Brasil na 3º posição mundial, somente atrás da China (1º) e EUA (2º).

A produção de carne é parte significativa do PIB do agronegócio, contribuindo com valores expressivos na balança de comércio exterior do País. Aumentar a produtividade tem sido uma preocupação dos criadores brasileiros. Segundo a pesquisa, busca-se, simultaneamente, aumentar a qualidade e a quantidade do produto final e minimizar o impacto ambiental da produção. A utilização de aditivos alimentares aumenta a eficiência no uso dos alimentos por parte dos animais.

Já a produção de aditivos para alimentação animal é uma atividade especializada que se caracteriza por grande conteúdo tecnológico e alto valor agregado, onde se entrelaçam a cadeia da química fina e a de produção de carnes. De acordo com a obra, o estudo faz a abordagem sistêmica do processo de produção e importação de aditivos para alimentação animal, englobando os agentes principais das cadeias produtivas, além dos agentes de apoio e regulação.

As informações são do Mapa, adaptadas pela Equipe AgriPoint. 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade