carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

México analisará solicitação do Uruguai de entrar no mercado com carne ovina com osso

postado em 14/02/2014

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O México está disposto a analisar a possibilidade de frigoríficos uruguaios entrarem com cortes ovinos com osso no futuro e está interessado em conhecer a ferramenta de “curral de isolamento”, elemento de extrema garantia sanitária. Alguns estados mexicanos, como é o caso de Coahuila de Zaragoza (na fronteira com os Estados Unidos) querem desenvolver sua produção ovina mirando o mercado americano e enxergam o Uruguai como referência.

Nesse sentido, o presidente do Instituto Nacional de Carnes (INAC), Luis Alfredo Fratti, e o vice-presidente, Fernando Pérez Abella, reuniram-se recentemente no Uruguay Natural-Parrilla Gourmet, com o governador constitucional do Estado de Coahuila de Zaragoza, Ruben Moreira Valdéz, e autoridades da Embaixada do México no Uruguai, para ver como poderiam apoiar essa iniciativa.

Além dessa ação, que busca fortalecer o tratado de livre comércio entre Uruguai e México, o INAC insistiu na necessidade de entrar no país com cortes ovinos com osso (atualmente, o mercado está aberto e operacional para cortes desossados). Valdéz disse no encontro que o México tem muito a aprender com o Uruguai em matéria de produção ovina e disse que, mais para frente, ocorrerá uma visita comercial buscando uma maior aproximação.

Por outro lado, autoridades do Estado de Coahuila de Zaragoza já entraram em contato com o importador mexicano de carne bovina e ovina uruguaia, Green Farm, para falar da possibilidade de abrir uma Parrilla Gourmet, do estilo da franquia do INAC. “São boas notícias, porque seguem nos vendo como referência no setor de carnes. Está claro que o Uruguai, ao ter carne sem hormônios e sem promotores de crescimento, pode ocupar um nicho de mercado de alta qualidade no México”, disse Fratti.

O embaixador mexicano no Uruguai, Felipe Henrique Hernández, disse que o México está disposto a analisar a possibilidade de que o Uruguai entre com carne ovina com osso. “Não há promessa de tempo, mas o bom é que não nos disseram não e que estão dispostos a estudar essa possibilidade”, disse Fratti.

A reportagem é do El País Digital, traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint. 

 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Luiz de Santana Junior

Aracaju - Sergipe - Escreventa e agropecuarista
postado em 17/02/2014

Bom é seguirmos o exemplo do Uruguai e procurarmos aprimorarmos e difundirmos os currais de isolamento para médios e grandes rebanhos.
Luizinho Santana.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2021 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade