Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

MG: carne de caprinos e ovinos entrará na merenda escolar de Governador Valadares

postado em 19/07/2013

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de Valadares o Projeto de Lei (PL) nº 075 processo nº 663/13 que obriga a inclusão da carne de caprinos ou ovinos na merenda escolar das escolas municipais valadarenses. De autoria do vereador Dr. Marcílio (PMDB), a Comissão de Serviços Públicos Municipais (CSPM) e a Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO) também opinaram na aprovação da matéria.

Segundo o autor da proposta, Valadares possui 13 distritos que correspondem a 5% da população total do município. Ou seja, em um município com aproximadamente 280 mil habitantes, entre 12 mil a 15 mil pessoas estão na zona rural e são incentivadas a participar do projeto de agricultura familiar. “Por meio do projeto, eu estou dando uma oportunidade ao setor rural de Valadares de ter uma demanda para suas criações. É uma oportunidade de fixação no campo, pois a cada dia mais o que vemos são pessoas do campo vindo para a cidade e vivendo na periferia, enfrentando todos os problemas da urbanização. Ao mesmo tempo, o PL introduz na merenda uma proteína de alta qualidade”, disse o vereador, que também é médico.

Alternativa financeira para a população do campo, de acordo com Marcílio, a criação de pequenos animais atenderá à demanda de um mercado que tem verba para consumir o produto e profissionais capacitados para o preparo da merenda escolar. “Eu só pedi cabritos e cordeiros criados na região de Valadares, justamente para valorizar o microempreendedor do campo que temos aqui. Não adianta fazer um PL desse e vir um caminhão de carne da Bahia, por exemplo. Terá que ser carne da nossa região”, explicou.

No PL aprovado, as carnes caprina e ovina serão inseridas no cardápio escolar uma vez por mês, tempo que Marcílio considera necessário para que os alunos se habituem ao alimento. “Acredito que no futuro esse tipo de carne poderá ser consumida uma vez por semana. Quando bem feita, é um alimento que a maioria das pessoas gostam. Além disso, a merenda escolar passa por uma nutricionista, que pensará na melhor maneira de inserir esse alimento na vida das crianças”, finaliza.

As informações são do jornal Diário do Rio Doce, resumidas e adaptadas pela Equipe FarmPoint.
 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Elicias Pereira Santos

Lavras - Minas Gerais - Ovinos/Caprinos
postado em 21/07/2013

Muito importante o incentivo do vereador Dr. Marcílio à Ovinocultura na região, está de parabéns!!

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2022 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade