Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

MG: nova legislação beneficia caprinocultura

postado em 11/05/2010

2 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos de Minas Gerais (Caprileite/ACCOMIG) comemora, durante a Superagro 2010, a publicação da Portaria 1059 de 27/04/10, denominada Leite Legal, que regulamenta a pasteurização lenta para o beneficiamento do leite de cabra para fins de consumo humano. A nova legislação vai possibilitar que pequenos e médios produtores mineiros se habilitem como fornecedores de leite de cabra em estabelecimentos comerciais e em programas governamentais.

Segundo a professora e veterinária Aurora Gouveia, presidente da Caprileite/ACCOMIG, pequenos e médios criadores não conseguiam cumprir as exigências da lei federal e comercializavam o seu produto de maneira informal. Com a legislação estadual, eles agora podem se habilitar junto ao Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) para produzir e comercializar esse leite com o selo de inspeção estadual.

Inverte-se, desse modo, o quadro de desabastecimento verificado em Minas, afirma a professora. "Vamos registrar crescimento na criação de cabras leiteiras, ovelhas leiteiras e de ovelhas de corte. A oferta vai crescer, já que muitos criadores não se animavam a aumentar seus criatórios sem uma legislação que garantisse a comercialização", enfatizou.

Os preços da carne e do leite de ovinos e caprinos cresceram cerca de 10% em relação à 2009. Hoje, paga-se ao criador, em média, R$ 2,00 pelo litro de leite e R$ 25,00 pelo quilo de queijo. Para o consumidor, o preço sai a R$ 2,50 o litro de leite e o quilo de queijo varia de R$ 25,00 (fresco) a R$ 80,00 (curado). O produtor recebe pela carne de ovinos R$ 8,00 por quilo de carcaça e, para o consumidor, o preço varia de R$ 12,00 a R$ 40,00.

A Caprileite/ACCOMIG também comemora o convênio firmado com o Ministério da Agricultura e Embrapa Caprinos para o controle leiteiro oficial de 30 criatórios da região Sudeste (MG, RJ, SP e ES). A parceria garante o controle oficial da produção do leite de cabra por um técnico da associação e a veracidade da qualidade genética dessas cabras. "Será registrada a produção real e não a informal", diz Aurora. "A nova medida vai possibilitar a compra de um animal com qualidade garantida".

A notícia é da Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos de Minas Gerais (ACCOMIG), resumida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Tobias Marino

Porto Rico - Paraná - Produção de caprinos de leite
postado em 12/05/2010

MG está de parabéns!! Sempre a frente.

Denis

Pinhão - Sergipe - Produção de ovinos
postado em 13/05/2010

É Minas, vocês estão de parabéns mesmo. Iniciativas assim devem ser comemoradas.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade