Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

MG: projeto "Leite Legal" legalizará a comercialização e produção de leite caprino e ovino

postado em 25/07/2011

2 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Os produtores artesanais de leite de cabra e ovelha e seus derivados podem comemorar mais uma conquista rumo à legalização da produção e comercialização destes produtos. O projeto "Leite Legal", de autoria dos deputados Antônio Carlos Arantes (PSC) e Fabiano Tolentino (PRTB), foi aprovado em segundo turno no Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais nesta sexta-feira (15). Agora, o projeto aguarda sanção do governador Antonio Anastasia (PSDB).

Ciente da urgência na aprovação desse projeto para sobrevivência dos produtores, o presidente da Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial da ALMG, Antônio Carlos Arantes, agilizou o máximo que pode a tramitação do projeto na comissão para que ele pudesse ser apreciado em Plenário o mais rápido possível.

Os autores do projeto acreditam na sanção do governador, já que os órgãos do governo, como o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), participaram da elaboração do projeto. "É público e notória a situação absurda a que os produtores estão sujeitos. A legalização só trará benefícios como melhorar a distribuição de renda e ampliar o segmento da ovinocaprinocultura", garantiu Antônio Carlos, ressaltando que a aprovação do projeto dará tranquilidade jurídica para o produtor.

O projeto pretende preestabelecer condições higiênico-sanitárias da produção artesanal do leite de cabra ou ovelha, além de seus derivados. Para tanto, o projeto prevê normas para manipulação e beneficiamento do leite, o registro dos produtos, a qualificação dos produtores, a qualidade do leite, entre outras.

A presidente da Caprileite, Aurora Maria Guimarães Gouveia, acredita que, ao ser aprovado, o projeto vai auxiliar o pequeno e médio produtor. "O governo e a Assembleia podem contar com o apoio dos produtores", garantiu. A presidente também comemorou o fato de a caprinocultura e a ovinocultura terem sido incluídas pelo governo no setor de Agricultura Familiar. "Isso é um grande avanço. Na próxima SuperAgro, poderemos apresentar os produtos na Feira de Agricultura Familiar, o que vai dar maior visibilidade para a ovinocaprinocultura", afirmou Aurora.

As informações são da Assessoria de Imprensa do Governo de Minas Gerais, adaptadas pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Comentários

Rejane Pereira Castro

Araruama - Rio de Janeiro - Indústria de laticínios
postado em 25/07/2011

Muito boa noticia.
Essa legalização poderia acontecer em mais cidades.

Sorte nos negócios para os ovinocaprinocultores.

Angelo Antonio Capella Borelli

Uberaba - Minas Gerais - Consultoria/extensão rural
postado em 02/08/2011

Muito boa a matéria!

Parabenizo a Caprileite e a Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial da ALMG, pela iniciativa da lei.

Parabéns ovino-capricultores de MG.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2022 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade