Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Milho perde para soja em área plantada na safra 2013/14, calcula Conab

postado em 10/12/2013

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Milho perde para soja em área plantada na safra 2013/14, calcula Conab

A competição por área entre soja e milho nos últimos anos, tem sido desfavorável ao cereal. O milho tem perdido espaço, entre outras razões, por causa dos resultados positivos na comercialização da soja e pelos elevados custos de produção da lavoura de milho, informa a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em sua terceira pesquisa de intenção de plantio da safra 2013/14, apresentada nesta terça-feira (10).

A área semeada com o milho primeira safra em 2013/14 poderá atingir 6,42 milhões de hectares, refletindo um decréscimo de 5,9%, quando comparada com o exercício anterior.

Segundo a Conab, o Estado do Paraná apresenta a maior redução absoluta na área de milho primeira safra do País (menos 204,6 mil hectares). Caso seja repetido o nível de produtividade alcançado na safra anterior para a Região Sul (6.624 kg/ha), a forte redução observada na área plantada naquele Estado irá influenciar fortemente a oferta nacional do cereal na primeira safra, alerta a estatal. Deverá ocorrer uma diminuição de aproximadamente 2,22 milhões de toneladas na oferta, quando comparado com a safra anterior.

Caso a produtividade estimada para a lavoura de milho em 2013/14 atinja 5.076 kg/ha, a produção brasileira para o milho primeira safra deverá alcançar 32,60 milhões de t, representando queda de 6,4% em relação à safra 2012/13. 

As informações são da Agência Estado, adaptadas pela equipe AgriPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Douglas

Recife - Pernambuco - Revenda de produtos agropecuários
postado em 17/12/2013

Mesmo assim, a tendência é o milho permanecer com um preço estável e a soja continuar em alta.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade