Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

MT: APL despertam interesse em outros países

postado em 21/01/2009

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A dinâmica empresarial do Estado atrelada aos altos índices nacionais e internacionais de produção de grãos tem despertado interesses de países como a China e Coréia do Sul em estreitar relacionamento com Mato Grosso. Mais do que importar alimentos ou produtos oriundos do estado, alguns países do oriente buscam na verdade modelos de sucesso num estado predominantemente agrícola. Na última sexta-feira (16), foi a vez da Secretaria Extraordinária de Projetos Estratégicos (SEPE), receber a visita do Dr.Choong Y.Lee, coreano especialista em projetos para países em desenvolvimento abordando o âmbito empresarial e produtivo. A reunião foi na sede do MT Regional, onde coordenadores de sete cadeias produtivas fizeram a apresentação do programa de Governo que visa fomentar o desenvolvimento dos setores produtivos em Mato Grosso através das coordenadorias de acompanhamento de cada cadeia por regiões do Estado.

"Buscamos mostrar a força que Mato Grosso tem, além de ser o maior produtor de soja, milho e algodão, também tem força na pequena produção já que o Estado conta com mais de 150 mil famílias de pequenos agricultores, sendo que destes, aproximadamente 70 mil são assentados, com isto o Estado pode se tornar um grande incentivador da produção familiar. Procuramos externar o que o Governo do Estado tem feito para promover o desenvolvimento regionalizado através do trabalho realizado junto aos pequenos produtores rurais fomentando as diferentes cadeias produtivas em Mato Grosso", disse o superintendente estadual do MT Regional, Alexandre Golemo.

Outro ponto apresentado e de grande importância foi o crescimento do rebanho de ovinos e caprinos em Mato Grosso, que de 2004 até o ano passado registrou aumento de 40,34%. "Há cinco anos tínhamos pouco mais de 426 mil caprinos e ovinos, hoje, existem no estado mais de um milhão de cabeças. Resultado efetivo das ações de Governo em parceria com a iniciativa privada que fazem de Mato Grosso um mercado promissor também na ovinocaprinocultura", expôs o coordenador da cadeia, Paulo de Tarso.

As informações são da Gazeta Digital, resumidas e adaptadas pela equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2022 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade