Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

NZ: cortes significantes nos pagamentos de cordeiros prejudicam produtores

postado em 24/01/2013

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Os produtores neozelandeses estão vendo os preços de seus cordeiros caírem 40% ou mais nas vendas em todo o país, à medida que companhias de carne cortam os pagamentos para evitar as fortes perdas que tiveram na estação anterior.

A maior companhia de carne da Nova Zelândia, Silver Fern Farms, reportou perdas operacionais líquidas após taxas de mais de NZ$ 31 milhões (US$ 25,91 milhões) no ano passado. A maior processadora e exportadora de carne ovina do país, Alliance Group, perdeu NZ$ 50 milhões (US$ 41,79 milhões).

O corretor da Ilha do Sul, Peter Walsh, disse que os exportadores de carne estão tendo que recuperar suas perdas, mas a queda de 40% sobre os pagamentos do ano passado para cordeiros comerciais é um golpe significante aos produtores de ovinos. Ele disse que os preços caíram de NZ$ 7 ou NZ$ 8 (US$ 5,85 ou US$ 6,68) por quilo no ano passado para NZ$ 4-NZ$5 (US$ 3,34-US$ 4,17) nesse ano.

Em 23/01/13 – 1 Dólar Neozelandês = US$ 0,83586
1,19600 Dólar Neozelandês = US$ 1 (Fonte: Oanda.com)

A reportagem é do Radio New Zealand, traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint. 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade