Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

NZ: exportações de carne de cordeiro caíram em 2010

postado em 18/01/2011

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

As exportações de carne de cordeiro da Nova Zelândia em 2010 caíram 3% com relação ao ano anterior, para 291.063 toneladas, de acordo com dados do New Zealand Board. Contribuindo para o declínio nas exportações em 2010 estiveram as menores ofertas de cordeiros, com os abates para 2009-10 (outubro de 2009 a setembro de 2010) sendo os menores em 45 anos, à medida que a transição de produção ovina para produção de leite continuou, embora até um milhão de cordeiros tenham sido abatidos pelas condições de frio durante a primavera.

O mercado de alto valor da União Europeia (UE) continuou sendo o principal destino para a carne de cordeiro neozelandesa em 2010, apesar de as exportações totais terem declinado em 6% com relação ao ano anterior, para 144.393 toneladas.

A combinação de uma menor demanda na UE, menores ofertas disponíveis e forte competição com outros mercados contribuiu para um declínio nos envios para o ano, com a UE ficando com 49,6% do total dos envios de carne de cordeiro neozelandesa em 2010 - menos que os 50,7% em 2009.

A Nova Zelândia tem acesso preferencial ao mercado da UE, com uma cota anual de carne ovina (de cordeiro e de carneiro) de 227.854 toneladas peso carcaça equivalente, comparado com a cota da Austrália, de 18.786 toneladas. Como resultado, as exportações de carne de cordeiro da Nova Zelândia tendem a ser direcionadas principalmente para a UE.

As exportações para a Grande China aumentaram 6% com relação a 2009, para 41.915 toneladas, com maiores volumes exportados para Hong Kong (11.745 toneladas) e Taiwan (3.776 toneladas), e um declínio para a China continental (26.394 toneladas). Em contraste direto aos envios australianos em 2010, as exportações da Nova Zelândia ao Oriente Médio caíram 8%, para 28.508 toneladas, enquanto as exportações aos Estados Unidos aumentaram 22%, para 19.731 toneladas.

Mortes substanciais durante o pico do período de parição na primavera em 2010 deverão resultar em mais declínios nas exportações de carne de cordeiro da Nova Zelândia em 2011, com os abates de cordeiros devendo cair 7% durante 2010-11.

A reportagem é do Meat and Livestock Australia (MLA), traduzida e adaptada pelo FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2021 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade