Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Ovinocaprinocultura: apoio para garantir sanidade

postado em 16/04/2008

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Caprinos e Ovinos decidiu pedir o apoio da Câmara Temática de Insumos Agropecuários para resolver o problema de falta de antígenos nos laboratórios credenciados pelo Mapa. As substâncias usadas para diagnosticar doenças em caprinos e ovinos só são produzidas no Exterior. E a escassez desse material seria também um entrave à implantação do Plano Nacional de Sanidade de Caprinos e Ovinos (PNSCO).

Segundo o presidente da câmara, que também preside a Comissão Nacional de Caprinos e Ovinos da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Edílson Maia, a intenção é promover o diálogo entre empresas de produtos veterinários, produtores e governo em busca de alternativas que estimulem a produção nacional desses antígenos. "A sanidade está diretamente ligada à existência desses insumos. Se não existem, fica difícil dar continuidade ao programa", destacou.

Além disso, segundo o coordenador do PNSCO, Carlos Henrique Pizarro, a melhoria da estrutura da rede de laboratórios e a execução de atividades de educação sanitária são desafios do programa. Para ele é fundamental conscientizar o produtor sobre a importância do controle sanitário. "Não há como ter o produtor como parceiro nesse processo sem ensinar, sensibilizar e dividir responsabilidades", disse o coordenador.

Os membros da Câmara também chamaram atenção para os prejuízos causados pelas verminoses. A resistência aos medicamentos tradicionais e o manejo inadequado foram apontados como complicadores. Para Maia, é preciso investimento do governo, principalmente, na contratação de veterinários para atender e orientar os produtores. "Além de medicamentos, é preciso ensinar ao produtor a prevenir", sugeriu o presidente da Câmara.

As informações são da Agência CNA.

Leia também o artigo: Resistência parasitária: conhecendo o inimigo

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade