Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Parlamentares britânicos propõem emendas às leis de identificação eletrônica obrigatória de ovinos

postado em 23/08/2012

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Os produtores britânicos estão a um passo de obter mudanças nas complexas leis sobre identificação eletrônica de ovinos. Depois de pesados lobbies da União Nacional de Produtores Rurais (NFU) e de várias outras organizações de produtores, vários membros do Parlamento do Reino Unido propuseram emendas à reforma na Política Agrícola Comum (PAC) que introduziriam um elemento de tolerância às leis de identificação eletrônica de ovinos.

As emendas foram apresentadas pelo membro do Parlamento liberal democrata da Escócia, George Lyon, e um grupo de membros conservadores pedindo pela remoção das ameaças de penalidades aos produtores rurais que não cumprirem com os rígidos requerimentos de identificação eletrônica para substituir os identificadores de ovinos perdidos.

"Durante as discussões sobre a implementação da identificação eletrônica de ovinos, nós consistentemente enfatizamos a necessidade de um nível aceitável de tolerância", disse o gerente de políticas pecuárias da NFU da Escócia, John Sleigh. "É impossível aos produtores de ovinos escoceses conseguirem a precisão completa em todos os momentos devido a problemas com identificadores defeituosos, identificadores perdidos, equipamentos de leitura defeituosos, condições climáticas e dificuldades práticas. Porém, com a lei do jeito que está, qualquer desses problemas poderia resultar nos produtores tendo que arcar com penalidades, mesmo sem ter culpa". Agora, é necessário suporte da maioria dos membros do Parlamento antes das mudanças serem feitas.

O conselheiro do setor pecuário da NFU, Pete Garbutt, disse que os produtores britânicos trabalharam de perto com os membros do Parlamento para os aconselhar sobre a identificação eletrônica de ovinos e que daria a eles todo o suporte às emendas para mudar as leis. "Está claro que precisamos de um sistema prático de rastreabilidade e controle de doenças, mas a atual regulamentação não está fornecendo isso. Ela, ao contrário, dá aos produtores um grupo complexo de leis e regulamentações que frequentemente não são cumpridas por causa de problemas de tecnologia que não têm nada a ver com o produtor".

O Comitê de Agricultura do Parlamento Europeu deverá votar as emendas no outono, com um possível voto por todos os membros até o final de 2012 ou começo de 2013.

A reportagem é do www.farmersguardian.com, traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade