Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Participe: sistema de cotações de carne de cordeiro

postado em 29/10/2009

10 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Na ovinocultura, a informação sobre preço pago pelo produto ainda não está disponível de forma organizada, dificultando uma visão ampla e completa da atividade. Não existe ainda um sistema de cotações que possa auxiliar os produtores em suas negociações.

Foi pensando nessa demanda que o FarmPoint decidiu realizar um levantamento dos preços de comercialização da carne ovina de diversas praças do país e disponibilizar os dados em uma seção de cotações exclusiva que será lançada em breve. As informações serão de grande valia para todos os elos dessa cadeia, permitindo maior planejamento da atividade.

Dessa forma, gostaríamos muito de contar com sua participação, informando o preço pago ao produtor em sua região para:

- Kg/carcaça cordeiro
- kg/carcaça carneiro
- Idade e o peso médio dos animais
- Frigorífico comprador/região

Caso não queira que seu nome seja divulgado no site junto aos dados, favor informar na carta abaixo.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

paulo duarte do valle filho

Presidente Prudente - São Paulo - Produção de ovinos
postado em 29/10/2009

PRESIDENTE PRUDENTE-SP

KG/CARCAÇA CORDEIRO= 12,0 à 18,0
KG/CARCAÇA(DESCARTE)= 18,0 à 22,0
IDADE DOS CORDEIROS= 4 à 12 meses
PESO VIVO MÉDIO DOS CORDEIROS= 28 à 40kg

FRIGORÍFICO= CORDEIRO BRASILEIRO

MARCOS LIMA BARBOSA

São Paulo - São Paulo - Produção de ovinos
postado em 29/10/2009

Aqui ,no vale do PARAIBA,em PINDAMONHANGABA(SP) o Kg vivo de cordeiros cruzados DORPER de 35 kg a 40 kg e idade entre 100 e 120 dias , estão pagando entre R$4,00 a R$4,50.Já a carcaça de cordeiro estão pagando entre R$9,00 a R$9,50 o KG.Os frigorificos que estão atuando aqui segundo informações que obtive são o VPJ e SILTOMAC e mais varios compradores de cordeiros que compram os animais em pé e vendem as carcaças ou cortes diretamente aos seus clientes.

UM ABRAÇO A TODOS

MARCOS BARBOSA

Anisio Ferreira Lima Neto

Teresina - Piauí - Pesquisa/ensino
postado em 29/10/2009

Muito valida esta inciativa, pois necessitamos deste tipo de serviço,em Teresina-PI, recebemos animais de todo o Estado,pois ha diversas cotações,seria interessante regionalizarmos estas informações e encaminharmos, irei contactar com o SEBRAE-PI, para fazer as referidas cotações, sugiro tambem se acrescentar o preço a carne Caprina, bem como outras formas de comercialização, pois desta forma estariamos demostrando a necessidade de formalização do abate destes animais, pois fala-se muito em abate clandestino,mas sera "clandestino" ou melhor informal.Com este instrumento poderemos esta colaborando de forma concreta, ai digo com numeros, da necessidade destes serviços.

Anisio Ferreira Lima Neto
Coordenador do Forum Piauiense de desenvolvimento da Caprinocultura e Ovinocultura

Eduardo F Lima

Timbaúba - Pernambuco - Produção de ovinos de corte
postado em 29/10/2009

Aqui na minhão Região Mata Norte de PE, o Kg vivo do cordeiro (SRD) de 30 a 40 Kg e idade de 100 a 150 dias é de R$ 4,50 e a carcaça de cordeiro é R$ 9,00 o Kg, ja a carcaça de carneiro estar entre R$ 7,00 e R$ 8,00 o Kg. Não existe frigorífico nesta região, os animais são vendidos direto dos compradores aos clientes.


Sem mais,

Eduardo F. Lima

Jaime de Oliveira Filho

Itapetininga - São Paulo - Consultoria/extensão rural
postado em 29/10/2009

Os cordeiros serão classificados em três categorias,
A - R$ 4,00/Kg, sendo que esta classificação dependendo do rendimento de carcaça terá um bônus de R$ 0,20 para 47%, R$ 0,30 para 48% e 49% e de R$ 0,50 para 50%;

B - R$ 3,80/Kg

C - R$ 3,50/Kg

Animais para recria também será classificado;

Animais de descarte,

A - R$ 2,00 a 2,20

B - R$ 1,50



FRETE ACIMA DE 120 ANIMAIS POR CONTA DO FRIGORIFICO, COM SAIDA NO PARQUE DE EXPOSIÇÃO DE ITAPETINGA, E ABAIXO POR CONTA DO CRIADOR.

Gil Tozatti Fernandes

Santana do Livramento - Rio Grande do Sul - Trader
postado em 30/10/2009

Antes de mais nada quero parabenizar esta iniciativa, pois a ovinocultura não tem parâmetros de preços, primeiro pela desorganização de cadeia, segundo porque é muito grande o abate clandestino,pelo menos aqui no RS, que também utiliza este animal como a principal fonte fornecedora de carne para consumo das estâncias. Poderíamos citar outros fatores mas vamos preservar este curto espaço para o foco da pesquisa, que é mais importante.

Aqui no RS os valores pagos para ovinos são o seguinte:

Para cordeiros o preço varia de R$5,50 até R$5,90 por kg carcaça.
Porém a maioria dos negócios são efetivados com peso vivo na estância ao valor que varia de R$2,00 até R$2,35. (peso de 12 a 18kg de carcaça e vivo de 25 a 40Kg)

Borregos e Borregas com até 4 dentes na carcaça R$5,00 e no peso vivo R$1,80.

Ovelhas velhas e capões, com mais de 4 dentes na carcaça R$4,80 e no peso vivo R$1,70.

Sendo que nestas duas últimas categorias para serem feitos negócios ao peso da estância é necessário que os animais estejam esquilados a pelo menos 30 dias.

Levem em conta que estou em uma região tradicional na produção Ovina, município de Sant´Ana do Livramento e portanto, aqui possuímos uma grande oferta de ovinos. Em outras regiões do estado é possível que se encontrem preços melhores.

Carmelio Valniz Bezerra de Alcantara

Gurupi - Tocantins - Produção de ovinos
postado em 30/10/2009

Aqui na Região Sul Tocantins, em especial Gurupi no ultimo ano houve grande desistencia de ¨criadores" e com isso tem muitos animais sendo vendido de acordo com a proposta do comprador, com o preço vivo girando de R$ 2,00 a R$ 2,50 e a carcaça entre 5,00 e 6,00 o kilograma.Os borregos produzidos em criação que são animais na maioria cruzamento santa ines/dorper tenho vendido a R$ 3,00 kg vivo e as ovelhas de descarte a 2,50.
No momento não temos frigorifico atuando na região.
Abraço

Rubens Alves Gomes

Sobradinho - Distrito Federal - Produção de caprinos de corte
postado em 04/11/2009

Em Brasília tenho vendido minha produção diretamente ao consumidor. Minha produção de caprinos tem como base animais de sangue Boer. Abato com 32 kg (idade de 120 a 150 dias) e comercializo a R$12,00 o kg da carcaça ou R$ 6,00 o kg vivo. Os ovinos cuja base é Santa Ines com Dorper, os preços são os mesmos, apenas abato com 42 kg com a idade de 120 a 150 dias.

carlos saldanha timmers

Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Distribuição de alimentos (carnes, lácteos, café)
postado em 05/11/2009

Nossa empresa esta comprando cordeiro até 12 meses com média 35 a 40 kg p.v por R$ 2,25/kg ,peso da propriedade ,frete por nossa conta
borrego 2 dentes 42 a 48 kg p.v R$2,00/kg
capão de 4 e 6 dentes e ovelha de descarte acima de 45 kg p.v R$ 1,90/kg

Pablo Costa

Pinheiro Machado - Rio Grande do Sul - Zootecnista
postado em 17/11/2009

Aqui na região sul do Rio Grande do Sul o grande problema da ovinocultura diz respeito a dificuldade da comercialização dos animais, talvez por se constituir em uma região com tradição na produção de ovinos, e assim apresentar uma grande oferta de animais. Atualmente os preços máximos praticados são:

Kg Carcaça Cordeiro - R$ 5,80
Kg Carcaça Borrego 2 dentes - R$ 5,40
Kg Carcaça Ovelhas Descarte - R$ 4,80
Peso Médio Cordeiros Vivo/Carcaça - 35-40kg/12-18kg

Possivelmente devido ao preço praticado ser consideravelmente inferior aos demais estados do país, é grande a porcentagem de abates clandestinos, sendo a comercialização feita de maneira direta, do produtor para o consumidor, essa é a maneira encontrada pelos produtores para "agregar" valor ao seu produto.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade