Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

PE: Caprinovinocultores lucram com mudança de status

postado em 04/09/2006

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A possibilidade de participar de feiras e exposições em todo o Brasil, graças à mudança do status para área de risco médio para aftosa, valorizou o rebanho de caprinos e ovinos de Pernambuco.

"Os animais de Pernambuco já foram contemplados com prêmios em exposições este ano e comercializados com preços mais altos do que os previstos", destacou o secretário em exercício de Produção Rural do Estado, Eutácio Borges, em notícia do Jornal do Commercio.

Antes, os produtores só podiam fazer negócios com outros estados do Nordeste, com exceção da Bahia e de Sergipe. "Os criadores do Sudeste compravam os nossos animais, mas eles continuavam na fazenda local. Isso atrapalhava os negócios", completou o criador e proprietário da Fazenda 3 Irmãos, Marcelo Tavares de Melo.

A meta do governo agora é mudar a classificação, até o final do ano, para área livre de aftosa com vacinação. O que deve melhorar ainda mais a situação, pois a partir daí os criadores que não vão mais precisar submeter seus animais a exames de sorologia e duas quarentenas para mandá-los para fora do estado.

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade