Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

PE: governo lança projeto de ovinocaprinocultura

postado em 26/03/2010

2 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O Governo do Estado, através da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária (SARA), lançou na última quarta-feira (24) o projeto piloto de ovinocaprinocultura no município de Ouricuri. O projeto faz parte do Programa de Agricultura Familiar e tem como objetivo melhorar os desempenhos produtivos e reprodutivos dos rebanhos de caprinos e ovinos dos agricultores familiares do semiárido pernambucano.

O investimento da Secretaria de Agricultura ultrapassa R$ 200 mil em aquisição de equipamentos e animais e tem como meta diminuir a mortalidade de animais novos e valorizar a região do semiárido.

Além disso, o projeto visa prestar assistência técnica e extensão rural efetiva à cerca de 140 agricultores familiares criadores de caprinos ou ovinos. A produção e conservação de forragens e manejo reprodutivo dos rebanhos dos agricultores pernambucanos serão enfatizadas. "Com a prestação de assistência técnica nos aspectos relacionados à sanidade, manejo alimentar e reprodutivo dos rebanhos, a geração de emprego e renda no campo, e a inserção desses produtores no mercado consumidor tornam-se esperança para os agricultores", disse o gerente Geral da Secretaria de Agricultura, Gutemberg Grangeiro.

Como parte das metas do projeto, já foram realizadas aquisições de ensiladeiras móveis, enfardadeiras manuais, reprodutores caprinos e ovinos, sendo também adquiridas cinco matrizes caprinas da raça Savana para multiplicação da raça via programa de transferência de embriões. Além de Ouricuri, Sertânia, Floresta, Serra Talhada, Salgueiro e Parnamirim também receberam o incentivo do projeto de aumento de produção e produtividade.

"Após os resultados positivos destes municípios, poderemos analisar a possibilidade de estender o projeto para outros parceiros que tenham afinidade com a atividade e queiram contribuir para o desenvolvimento da ovinocaprinocultura de Pernambuco", ressaltou Grangeiro.

As informações são do Governo de Pernambuco, adaptadas pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

francisco de assis de carvalho pires

Mirandiba - Pernambuco - Ovinos/Caprinos
postado em 26/03/2010

Sou do município de Mirandiba, localizado entre Salgueiro, Floresta e Serra Talhada e infelizmente aqui nunca tivemos acesso a nenhum programa de melhoramento genético bem como melhoramento das forragens.
Se não tomarmos medidas isoladas e individuais estariamos ainda na idade da pedra visto que estes programas nunca chegariam a nós. É hora dos governantes olharem mais para os pequenos municípios, onde as dificuldades são muito maiores.

André Luiz Rodrigues Magalhães

Garanhuns - Pernambuco - Pesquisa/ensino
postado em 09/04/2010

Seria louvável a ação do governo de Pernambuco se não fosse pela timidez do projeto. R$200 mil para compra de ensiladeiras, outros equipamentos e materiais necessários para a condução desse projeto significa quase nada. A assistência técnica efetiva que diz o governo é por profissionais especializados em caprinovinocultura? Dificilmente. Sempre digo que o governo de Pernambuco deveria aprender com o governo da Paraíba no que se refere as ações de promoção e fortalecimento da caprinovinocultura.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2022 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade