Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Pernambuco vai comprar caprinos e ovinos do produtor prejudicado pela seca

postado em 10/07/2012

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O governo de Pernambuco, em parceria com a Companhia Nacional de Abastecimento - Conab, e os governos municipais, inicia a implementação de um programa de assistência aos pequenos criadores de caprinos e ovinos que vêm sofrendo os efeitos da estiagem prolongada e dificuldades em comercializar os seus rebanhos.

A ação que, funcionará, no modelo do Programa de Aquisição de Alimentos com Doação Simultânea - PAA, foi uma decisão da presidenta, Dilma Rousseff, juntamente com o governador, Eduardo Campos, e o Ministério da Agricultura.

O secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Ranilson Ramos e a gerente geral da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária, Erivânia Camelo, avaliaram as condições estruturais das unidades de abate nos municípios de - Ibimirim, Floresta, Parnamirim e Petrolina, para poder dar início ao programa. De acordo com o secretário, a ação deverá ser iniciada, até o próximo dia 15/07, em Parnamirim, tendo em vista que o abatedouro do município, já atende a todas as exigências previstas na legislação sanitária.

A aquisição dos animais será, apenas, aos pequenos criadores com rebanho de até 50 animais, podendo vender até 20. A Conab irá pagar R$ 6,65 por quilo de animal vivo, um preço em torno de 50% a mais do praticado no mercado. "Se o criador vender um animal de 20 kg, receberá por ele, o valor de R$ 133,00 quando no mercado ele seria comercializado ao preço de R$ 60 a R$ 80 reais", assegurou Ranilson.

Ranilson, disse ainda, que a expectativa é de que sejam adquiridos mais de 100 mil animais pela Conab, com dois objetivos específicos a serem alcançados: assistência às famílias com a transferência da carne adquirida, e a regularização do mercado de comercialização de caprinos e ovinos, que se encontra com preços, aquém, do custo de produção dos criadores.

As informações são do Nordeste Rural, adaptadas pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade