Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Plano agrícola 2013/14 terá mais recursos e juros menores que no período anterior, diz Dilma

postado em 05/02/2013

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A presidente Dilma Rousseff garantiu nesta segunda-feira que o Plano Agrícola para a safra 2013/14 terá mais recursos do que os 115 bilhões de reais do período anterior. A presidente também prometeu juros menores aos produtores rurais.

"Eu queria dizer que o Plano Agrícola, tanto o Plano Agrícola e Pecuário de 2013/2014 quanto o da Agricultura Familiar - e este ano nós anunciaremos ambos até maio - terão mais recursos do que este ano (2012/2013)", disse a presidente em Cascavel (PR), durante cerimônia de entrega de retroescavadeiras para cidades do Paraná.

Dilma afirmou que o Plano da Agricultura Familiar, que na safra 2012/13 teve 18 bilhões de reais, também será ampliado.

"Eu acho que o que marca esses planos são duas coisas. Primeiro, ampliação de recursos; segundo, aquela que eu já disse, que é a redução de juros", disse a presidente.

"Porque sem essas duas questões fica muito difícil para o produtor fazer face às suas necessidades, fornecer tanto para o nosso mercado doméstico como para o mercado internacional", acrescentou.

"O que os agricultores gastarem, nós cobriremos. Se eles conseguirem tomar para custeio e investimento, teremos mais recursos", disse Dilma. A presidente elogiou a agricultura brasileira e afirmou que no Brasil há uma "receita vencedora", que é fazer com que toda vantagem competitiva, de clima, sol, solo, seja somada à tecnologia, pelos produtores. "O Brasil é extremamente competitivo, chova ou faça sol, na produção de alimentos", afirmou a presidente. "Essa receita nos transformou em uma potência agrícola", completou.

Dilma citou também a redução dos juros na política agrícola e no Programa de Sustentação do Investimento (PSI), de 5,5% para 2,5% ao ano, para a aquisição de máquinas e equipamentos. "É importante que agricultores tenham acesso ao financiamento", disse. Para ela, há uma consciência da importância da agricultura brasileira, "não só porque gera superávit, mas pela inovação e transformação do País em mais desenvolvido".

A presidente afirmou que o setor agrícola tem maturidade suficiente para enfrentar os desafios e avaliou que, com o aumento de recursos para a agricultura familiar, "há imensa possibilidade" do aumento da produtividade para o setor.

A presidente citou a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) como exemplo de pesquisa no setor agrícola e disse que o governo está "na reta final da (criação da) agência que irá cuidar estritamente da assistência técnica, desdobramento que irá levar o conhecimento aos produtores, uma extensão, um braço da Embrapa".

"Nós construímos uma política de crédito, de juros baixos para máquinas e equipamentos, que agora nós estamos talvez na fase mais avançada dessa política", disse.

"É inequívoco que sem financiamento é muito difícil você fazer com que os agricultores tenham acesso a máquinas e equipamentos agrícolas", acrescentou.

A matéria contém informações do Reuters e Estadão, adaptada pela Equipe AgriPoint.
 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

José Oton Prata de Castro

Divino das Laranjeiras - Minas Gerais - Produção de ovinos de corte
postado em 10/02/2013

Parabéns, Presidente Dilma. Até que enfim o Governo começa a entender o valor do setor primário da economia. É ele  quem banca todas as mordomias de vocês..

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2022 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade