Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Preços garantem novo superávit no agronegócio

postado em 09/05/2008

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Graças ao aumento dos preços dos produtos, a balança comercial do agronegócio brasileiro fechou abril com superávit de R$ 5 bilhões. Neste ano, as exportações do agronegócio somaram US$ 19,6 bilhões, um crescimento de 18,9% em relação ao mesmo período de 2007.

Os setores que mais contribuíram para o aumento do valor absoluto das vendas externas em abril foram o complexo soja (54,4%), carnes (21,9%), café (29,8%) e cereais, farinhas e preparações (60,6%). O crescimento das exportações de soja em grão foi puxado, principalmente, pelo aumento de 56,5% do preço da commodity no mercado internacional, já que a quantidade embarcada aumentou apenas 5,7% em relação a abril de 2007, quando o total vendido em grão foi de US$ 1,4 bilhão.

O setor de carnes também foi beneficiado com a alta dos preços, registrando acréscimo de 21,9%, saltando de US$ 897,2 milhões para US$ 1,1 bilhão em abril. O valor exportado da carne bovina in natura cresceu 15,3%, devido à elevação de 36,2% dos preços. O preço da carne de frango in natura obteve um incremento de 25% que possibilitou o acréscimo de 21% do valor exportado. A receita com as vendas de carne suína in natura cresceu 5,9%, também pelo aumento de 36,2% do preço do produto. O volume exportado foi reduzido no comércio dos três tipos de carne.

A União Européia continua sendo o principal destino das exportações do agronegócio brasileiro, mas a participação das vendas externas para o bloco caiu de 37% para 32,3% em um ano. Quanto às exportações por países, merece destaque a participação da China, cujas importações cresceram de 11,4% para 16,5%, sempre na comparação com o mês de abril de 2007. Sozinha, a China importou no mês passado US$ 947 milhões, 75,2% a mais que o mesmo período em 2007.

As importações de produtos do agronegócio somaram US$ 783,8 milhões, que correspondeu a uma variação de 25,9% em relação a abril de 2007. Borracha natural e farinha de trigo foram os produtos importados que mais puxaram o crescimento do valor das importações. O valor das importações da farinha de trigo subiu 131% em abril, enquanto que a quantidade internalizada desse produto registrou queda de 66,8%. A entrada de arroz no País em quantidade também caiu 62,6% no mês passado.

As informações são do Mapa.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade