Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Presidente fala sobre Código Florestal no Fórum Social Mundial Temático

postado em 30/01/2012

5 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Ao aproximar-se de movimentos sociais durante o Fórum Social Mundial Temático, a presidente Dilma Rousseff garantiu que o novo Código Florestal, em tramitação na Câmara, "não será o texto dos sonhos dos ruralistas". Em reunião com 80 entidades da sociedade civil, na semana passada, a presidente sinalizou que vai barrar propostas que aumentem o desmatamento, caso sejam aprovadas pelo Congresso.

O aceno de Dilma foi bem recebido por ativistas. "Dilma disse claramente que o texto não será o código [florestal] dos sonhos dos ruralistas. Ela assumiu esse compromisso", comentou Mauri Cruz, um dos organizadores do fórum social. "Isso não significa que o código vai ser perfeito, mas sinaliza que ela não vai sancionar do jeito que está", disse Cruz. A promessa foi feita em reunião que contou com a presença do ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro (PMDB).

Para representantes dos movimentos sociais, no entanto, o gesto da presidente não foi só uma forma de aproximação, mas também de pedir apoio à Rio +20 que, a exemplo do Fórum Social Mundial Temático. A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, nome oficial da Rio +20, vai acontecer em junho no Rio de Janeiro.

Na reunião com Dilma, ativistas disseram que o Brasil não pode sediar a Rio +20 com uma legislação ambiental "retrógrada". "O Brasil tem o dever de se apresentar bem e levar uma proposta concreta", disse Oded Grajew, um dos idealizadores do Fórum Social Mundial.

O clima de pessimismo sobre o futuro da Rio +20 e de possível fracasso da conferência dominou o fórum social, que foi um encontro preparatório dos movimentos sociais para o evento da ONU no Rio de Janeiro. Como o fórum social foi esvaziado, ativistas temem que o mesmo aconteça tanto na Rio +20.

A matéria é de Cristiane Agostine, do Valor, resumida e adaptada pela Equipe AgriPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Joseph Crescenzi

Itaipé - Minas Gerais - Produção de café
postado em 30/01/2012

Todos os produtores poderiam fazer uma pequena demonstração sobre os efeitos desta legislação. Deixar de plantar ou produzir, por um ano, em todas as áreas de APP e Reserva Legal. Veremos por quanto sairá o preço do álcool, feijão, milho, com certeza irá ás alturas. A produção de Café deve cair em 40% ou mais.

Marcello de Moura Campos Filho

Campinas - São Paulo - Produção de leite
postado em 30/01/2012

Ao falar para uma platéia de ambientalistas sobre a revisão do Código Florestal a Presidente disse que "o texto não será o código dos sonhos dos ruralistas".

Talvez se falasse para uma platéia de ruralista diria que código não seria o texto dos sonhos dos ambientalistas.

E a posição da presidente está correta, pois o código tem que ser fruto do entendimento entre as partes que tomaram parte em sua tramitação no congresso, buscanso o equilibrio entre a necessidade de produzir e a necessidade de proteger o meio ambiente.

O que não pode acontecer é ambientalistas ou ruralista querem usar a Prresidente para virar a mesa na última hora para que o texto corresponda a seus sonhos  impossíveis.

O Código a ser sancionado pela Presidente certamente não será o texto dos sonhos dos extremados, sejam eles ambientalistas ou ruralista, mas o possível ditado pelo equilíbrio e bom senso. Caso contrário poderá ser o pesadelo de todos os brasileiros, agravado pela conjuntura de um mundo em grave crise que também atingirá o Brasil.

A responsabilidade da Presidente é grande  e tenho confiança que ela, não agirá para agradar extremados, e aprovará o Código Florestal que o País precisa.

Os ativistas disseram à Presidente que o Brasil não poderá sediar a Rio + 20 com uma legislação ambiental "retrógrada". Puro jogo de palavras. Qualquer que seja o texto do Código Florestal o Brasil poderá sediar o Rio + 20 e receber os participantes com altivez. A realidade Presidente, sobre legislação ambiental no que tange a parte florestal, é que o Brasil tem legislação nessa área ( muitos paises não tem ) e, apesar dos problemas, é o Pais com maior cobertura de vegetação nativa do mundo.



Marcello de Moura Campos Filho

Cleber Medeiros Barreto

Umirim - Ceará - Prof° de Zootecnia - IFCE Campus Crato - Umirim
postado em 30/01/2012

O grande pensador brasileiro Roberto Rodrigues, no auto de sua experiência, já definiu que o Código Florestal que será aprovado será o "POSSSÍVEL". Desse modo, muito nos tranquiliza saber que absurdos não serão cometidos.

Heloisio Amorim Machado Junior

Miracema - Rio de Janeiro - Produção de leite
postado em 31/01/2012

É triste, um presidente para aparecer a pessoas que são custeadas por empresas e governos estrangeiros.

Regiane Pamplona de Figueiredo Coutinho

Cabo Verde - Minas Gerais - Produção de café
postado em 02/02/2012

Como estudante, pesquisadora tenho que o Código será um alento para o pequeno agricultor, porém, necessitará de muita fiscalização para coibir as praticas ambientais incorretas. Será que teremos meios para tanto?

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade