Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Produtores da Nova Zelândia planejam cartel de lã

postado em 07/02/2011

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Um grupo de produtores da Nova Zelândia planeja criar um cartel para reverter a queda nos lucros e aumentar os preços da lã usada para fazer tapetes. A Wool Partners Co-Operative está oferecendo aos produtores ações em troca de seus tosões de lã em um esforço para monopolizar 16% da oferta global e ter poder para controlar os preços. O grupo espera repetir o sucesso da Fonterra Co-operative Group Ltd., cartel de leite criado há uma década na Nova Zelândia que cresceu e hoje é o maior processador de lácteos do mundo. "Isso consolidará e reestruturará a indústria de lã na Nova Zelândia, porque essa está em um estado muito fragmentado", disse o vice-presidente da Wool Partners, Mark Shadbolt.

Ele espera que o cartel ajude os produtores a lidar com o declínio no comércio global de lã, à medida que o desenvolvimento de materiais sintéticos mais baratos tem desafiado a lã como a principal fonte de fios para tapetes e mantas. Os preços da lã globalmente aumentaram 60% nos últimos seis meses apoiados nos fortes preços de commodities, mas os retornos para os produtores neozelandeses continuam significantemente abaixo daqueles da indústria de lácteos. Os produtores de ovinos têm um retorno de NZ$ 86 (US$ 66,43) por hectare, comparado com NZ$ 1.470 (US$ 1.135,62) por hectare dos rebanhos leiteiros, de acordo com o Ministério da Agricultura e Silvicultura da Nova Zelândia.

A queda nos lucros dos produtores ovinos tem levado o rebanho ovino total do país a cair pela metade, para 32 milhões de animais, nos últimos 25 anos, com a indústria de lã sendo responsável por 1,5% da receita de exportação do país, ou NZ$ 625 milhões (US$ 482,83 milhões). O problema dos produtores de ovinos neozelandeses está refletido ao redor do mundo, com os números de ovinos caindo 10%, para 1,07 bilhão, desde o pico em 1989, de acordo com dados da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

"A otimização da rede de oferta parece que trará alguns benefícios para os produtores de lã", disse o economista rural do Bank of New Zealand, Doug Steel.

Em 04/02/11 - 1 Dólar Neozelandês = US$ 0,77253
1,29403 Dólar Neozelandês = US$ 1 (Fonte: Oanda.com).

A reportagem é do Wall Street Journal, traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade