Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Qual será o principal desafio para ovinocultura brasileira em 2013?

postado em 12/12/2012

14 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Em 2012 a demanda por carne ovina se manteve firme no mercado brasileiro, as importações de carne ovina uruguaia cresceram 11%, as importações argentinas aumentaram 123,2% e as chilenas recuaram 97,7% (dados do MDIC comparando o período entre os meses de janeiro a outubro de 2011 e 2012). Além disso, o preço pago ao produtor se manteve aquecido, muitos eventos foram realizados para discussão dos gargalos da atividade e novos produtos foram lançados para cooperar com o desenvolvimento da atividade.

No ano passado o FarmPoint lançou essa mesma enquete e o principal desafio apontado pelos leitores para 2012 foi o planejamento da atividade. E em 2013? Qual será o principal desafio?

Participe deixando a sua opinião e escreva um comentário sobre o porque da sua escolha. O FarmPoint desde já agradece a sua participação!

Equipe FarmPoint com dados do MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior).

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

sergio saretto

Sobradinho - Distrito Federal - Produção de caprinos de corte
postado em 12/12/2012

O principal desafio para 2013 é a profissionalização da cadeia produtiva, independente do tamanho do rebanho.

carlos hofmeister neto

Pedras Altas - Rio Grande do Sul - Produção de ovinos
postado em 14/12/2012

Acredito que os grandes desafios da ovinocultura são o fim das informalidades, como os abates clandestinos e o abigeato.

elan queiroz

São Paulo - São Paulo - Consultoria/extensão rural
postado em 14/12/2012

O desafio permanente é a escoação da produção e a conquista do mercado popular em todos os Estados do Brasil, pois desta forma todos os elos da cadeia produtiva se fortalecerão e, finalmente, a consolidação do produto se efetivará.

Bruno de Barros Ribeiro de Oliveira

Belo Horizonte - Minas Gerais - Produção de ovinos
postado em 14/12/2012

Acredito que temos diversos grande desafios, porém, como tudo na vida devemos trata-los de forma prioritária:
- Informalidade dos abates (99,9%)
- Aumentar o rebanho nacional - reduzir o abate de femeas.
- Informações (numeros) concretos da atividade, acabar com o chutômetro!!!
- Mão de obra qualificada - Exodo rural aumentando a cada ano.
- Gestão da propriedade = rebanho, nutrição, manejo, etc.
Dessa forma, confio que em alguns anos (5 a 10) teremos uma participação no mercado de carnes significativo e assim darão importancia a atividade.

carlos roberto conti naumann

Curitiba - Paraná - Pesquisa/ensino
postado em 14/12/2012

O principal desafio continuará sendo a falta de organização das entidades de classe ,Pois se nem os dirigentes e criadores acreditam no setor, como alguns isoladamente irão impulsionar o setor. Basta verificar nos índices apontados na reportagem das importações  realizadas pelo Brasil. Será que vale a pena criar OVINOS?

gian carlo cilento filho

Itapetininga - São Paulo - Produção de ovinos
postado em 15/12/2012

Combater de VERDADE o abate clandestino.

José Vanderlei Gonçalves

Paraguaçu Paulista - São Paulo - Consultoria/extensão rural
postado em 18/12/2012

O grande desafio é a o fim dos abates clandestinos e a produção de cordeiro, onde podemos consolidar  grande parte de consumidores, melhorando o nosso mercado.

Vitor Hugo Saraiva

Ibituva - Paraná - Produtor / Comerciante
postado em 18/12/2012

POSTURA - O setor agro com certeza é um dos tripés que sustentam nossa economia, não produz superficialidades, mais sim produtos de primeira necessidade, " o pão nosso de cada dia", feijão, arroz, carne, leite, milho, soja, combustivel, etc etc etc. E como são tratados ou se autodenominam? Criadores, produtores, agricultores e nisso pode-se dizer que são mestres, porem podemos observar que os grandes obstáculos das atividades são encontra na gestão, aplicação dos recursos. Uma POSTURA PROFISSIONAL, EMPRESARIAL, formando seus próprios preços, buscando mercados mais rentáveis e gerando competitividade no setor. Vemos carrinhos de cachorro quente, manicures, xerox e plastificadores de documentos  que são profissionais em seu setor, sabem seus custos, formam seus preços administram com eficiência e lucratividade e o capital envolvido é enumera vezes menor que o giro do setor agro. As limitações e deficiências do agronegócio estão fora da propriedade, perdas no comercializar e não em produzir; outro fator essencial são os custos de produção. Na atual economia os  padrões históricos deixados por pais e avós já não são suficientes para sobrevivência eficiente e lucrativa do setor agro que atua em um mercado flutuante com precificação externa.  ADMINISTRADORES RURAIS, GESTORES RURAIS, EMPREENDEDORES RURAIS, é a deficiência do Agronegócio. O principal desafio para ovinocultura brasileira em 2013 é a profissionalização do setor.

morel lustosa ribas

Guarapuava - Paraná - Produção de ovinos
postado em 19/12/2012

Aumento de rebanho .E a profiossionalização da cadeia  produtiva.

Luiz Homero Cabistani

Porto Alegre - Rio Grande do Sul - OUTRA
postado em 26/12/2012

cadeia produtiva mais profissional e aumento da produção de cordeiros.

diogo bol

Porto Alegre - Rio Grande do Sul - OUTRA
postado em 28/12/2012

Abate clandestino - como fazer pra solucionar o problema ? de quem é a responsabilidade de combater essa situação ? qual seria a solução ?

José Oton Prata de Castro

Divino das Laranjeiras - Minas Gerais - Produção de ovinos de corte
postado em 28/12/2012


A profissionalização do setor é muito importante. Todos combatem o abate "clandestino" mas isto é um mito. O que existe é o abate INFORMAL, de extrema necessidade para garantir a sobrevivência da atividade. Oxalá, perdure por muitos anos. José Oton Prata de Castro - Presidente da ACCOLM -  Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos do Leste Mineiro.

Geraldo Garcia Leal

Licínio de Almeida - Bahia - Consultoria/extensão rural
postado em 02/01/2013

Tenho uma pequena propriedade de 50 hectares com uma area de
3,5 hectares de palma forrageira e gostaria de informar se é
possivel criar um animal Bovino   exclusivamente com palma?

Romualdo Viegas Fiuza

Belo Horizonte - Minas Gerais - Produção de ovinos de corte
postado em 10/04/2013

Gostaria de começar uma criação de ovinos e gostaria da opiniao dos srs criadores e que ja possuem experiência.. qual o custo real da produçao por animal a ser vendido sem considerar terra e matrizes.. e qual o valor de venda por Kg ou animal a ser abatido?.. existe abate em minas gerais? é facil vender os animais.. ?  acho que estou querendo saber demais ... mais ... se for possível apenas uma explicação rápida.. pois estou querendo sair da criação de gado de corte apenas... tenho 40 ha de pasto de brachiaria..abraços

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade