Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Rebanho ovino australiano caiu em 2010

postado em 25/04/2011

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Os números finais do rebanho australiano, segundo divulgado pelo Australian Bureai of Statistics, mostrou menores números de ovinos no ano até 30 de junho de 2010. A seca que afetou o país em 2009 contribuiu para o declínio de 5% no rebanho ovino, para 68,1 milhões de cabeças.

O número de ovinos caiu uniformemente na maioria dos estados australianos, com 5% a menos de ovinos em New South Wales, Victoria e Tasmânia do que no ano anterior. Os rebanhos também caíram em Queensland (15%), Austrália do Sul (10%) e Austrália Ocidental (7%).

Refletindo os fortes preços e as previsões para cordeiros nos últimos anos, o número de ovelhas de cria não mostrou tendência de queda, aumentando 3% com relação ao ano anterior, para 42,3 milhões de cabeças. Com o fim da seca nos estados orientais da Austrália em 2010 e com o começo úmido em 2011, e com os produtores retendo ovelhas de cria, o rebanho ovino nacional deverá aumentar no ano até 30 de junho de 2011.

Os dados são do Meat and Livestock Australia (MLA), publicados no site da Associação Americana da Indústria Ovina (www.sheepusa.org), traduzidos e adaptados pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade