Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Rodrigo Figueiredo é o novo secretário de Defesa Agropecuária

postado em 14/08/2013

2 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Rodrigo Figueiredo foi nomeado secretario de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SDA/Mapa) nesta quarta-feira, 14 de agosto. O advogado possui mais de 20 anos de serviço público, começou sua carreira no Banco do Brasil e já foi secretário-executivo do Ministério das Cidades. Rodrigo Figueiredo atualmente chefiava a Secretaria de Assuntos Estratégicos da Prefeitura de Cuiabá (MT).

Figueiredo já foi coordenador-geral de Convênios do Mapa, assessor especial do ministro da Agricultura, chefe de Gabinete da Secretaria Executiva do Mapa e assessor da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo (SDC). O novo secretário atuou no Ministério da Agricultura de 1999 a agosto de 2003.

Com 47 anos, Figueiredo também integrou os conselhos fiscais da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e da Companhia de Armazéns e Silos do Estado de Minas Gerais (Casemg), além de participar do conselho administrativo da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Sobre a nomeação, Rodrigo Figueiredo disse: “minha atuação será focada na gestão, para identificar oportunidades de melhorar o desempenho da Defesa Agropecuária brasileira. Para isso, vou seguir as orientações do ministro Antônio Andrade de aperfeiçoar o controle e a qualidade da sanidade animal e vegetal, sempre valorizando o corpo técnico da secretaria".

As informações são do Mapa, adaptadas pela Equipe AgriPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

jose carlos ferreira menk

Salvador - Bahia - Pesquisa/ensino
postado em 15/08/2013

DEVEMOS DAR VALOR A PESSOAS CONHECEDORAS DOS PROBLEMAS DA AGROPECUÁRIA NO BRASIL, PARA QUE A GESTÃO SEJA EFICIENTE E RESULTEM EM PONTOS POSITIVOS.

Alberto Figueiredo

Resende - Rio de Janeiro - Produção de leite
postado em 15/08/2013

Não conheço o Rodrigo, mas conheço muito bem o Enio e sei do que é capaz.
É pena que se mecha em time que está ganhando por puro capricho político.
Depois ninguém sabe porque o povo vai para a rua.
Aliás, nosso setor está mais calado do que deveria.
Por isso é que pesa sobre nossos ombros a obrigatoriedade de preservação ambiental com RESERVAS LEGAIS, que deveriam ser de responsabilidade dos Governos Estaduais.
Infelizmente, com as "adaptações" dos estatutos dos sindicatos e federações, passamos a ter presidentes vitalícios e cada vez mais distantes de nossos interesses.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade