Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

RS: artesanato em lã ovina, de lazer à fonte de renda

postado em 18/02/2010

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A metade Sul do Estado, região que concentra 92% do rebanho gaúcho de ovinos, tem tradicionalmente no artesanato em lã ovina uma importante fonte de renda. Para incentivar esta atividade a Emater/RS-Ascar promoveu uma série de ações ao longo de 2009 como cursos de capacitação, incentivo à participação em feiras e exposições, formação de grupos, assistência técnica e aporte de materiais e equipamentos.

Jaguarão, município localizado na fronteira com o Uruguai, se destaca pela técnica diferenciada, que transforma fios de lã ovina em peças de vestuário e utilidades através da técnica de crochê. Este processo artesanal, bastante antigo, foi resgatado pela equipe da Emater/RS-Ascar, que incentivou as artesãs mais idosas a transmitirem a técnica às novas gerações. Hoje, as peças rendem constantemente prêmios para a cidade.

A participação em feiras e exposição é uma importante forma de levar o trabalho para fora das fronteiras locais. É o caso de Pinheiro Machado onde, artesãs apresentaram e comercializaram, em 2009, seus trabalhos no Congresso Mundial da Lã, em Canela, na Expointer, em Esteio, e na Fenovinos, em Pelotas.

Na avaliação da extensionista de Arroio Grande, Denise Camacho, a grande transição na região foi o fato de o artesanato ter deixado de ser "uma forma de lazer para se constituir em um importante gerador de renda". Um exemplo bem sucedido desta mudança está na formação de um grupo de cerca de 50 artesãos da zona rural, periferia urbana e colônia de pescadores da região da Costa Doce.

Com o apoio do projeto Artesanato do Mar de Dentro, ação impulsionada por instituições como o Sebrae/RS e Emater/RS-Ascar, o grupo deu origem à linha Ladrilã, na qual são produzidas com lã ovina peças de decoração inspiradas nos ladrilhos hidráulicos pelotenses. A produção ganhou visibilidade e se espalhou pelo país por meio da comercialização em grandes redes de lojas.



A reportagem é da Emater/RS, adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade