carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

RS: governo apresenta medidas para retomada do desenvolvimento da ovinocultura

postado em 05/07/2013

2 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O Governo do Estado anunciou, durante a abertura do 5º Seminário "O Pampa e o Gado", na manhã de ontem quinta-feira (05), no Sindicato Rural de Lavras do Sul, uma parceria com a Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (Arco). Ao todo, cinco projetos, no valor de R$ 1,3 milhão, passam a integrar o Programa de Desenvolvimento da Ovinocultura Gaúcha. O anúncio foi feito pelo governador Tarso Genro e pelo secretário da Agricultura, Pecuária e Agronegócio, Luiz Fernando Mainardi.

Também foi anunciada medida da Secretaria da Fazenda, que autorizou a empresa Paramount Lansul, a maior processadora de lãs do país, a transferir créditos tributários para as cooperativas que atuam no setor, no valor de R$ 500 mil, visando ampliar a industrialização do produto no Estado.

Mainardi classificou a data como histórica, pois também serviu para comemorar a marca de quatro milhões de cabeças de ovinos, número que, há dois anos, era de 3,6 milhões. "E isso se deve, em muito, ao primeiro programa lançado pelo governo Tarso Genro, o Mais Ovinos no Campo", explicou.

Depois de informar que a transferência de crédito autorizada busca possibilitar o beneficiamento pela indústria local de pelo menos quatro dos 11 milhões de quilos de lã produzidos no Estado, o secretário informou que a Paramount se comprometeu em manter 1,1 mil empregos a partir desta iniciativa do Governo do Estado. "Com a união entre Governo, entidades, produtores e a iniciativa privada estamos implementando um conjunto potente de ações que devolverão a ovinocultura ao ciclo de desenvolvimento que experimentou anos atrás. Em breve chegaremos aos cinco milhões de cabeças", afirmou Mainardi.

Confira os projetos


Cordeiro Gaúcho

Estimular o associativismo para organizar a cadeia produtiva, visando agregar maior valor à carne ovina através do aumento da eficiência dos sistemas de produção e estratégias de comercialização baseada na integração e diferenciação do produto, que será certificado. Valor: R$ 417,5 mil.

Merino Fino

Organizar a integração dos agentes da cadeia, do produtor à indústria, para o desenvolvimento de métodos que resultem na produção de lã acima da qualidade oferecida atualmente, visando melhorar a remuneração do produtor. Valor: R$ 150 mil.

Melhoramento genético das raças produtoras de lã e mistas

Desenvolver ações para melhorar o padrão da lã produzida no Estado, oportunizando que a venda volte a ser de acordo com a finura do produto e outros atributos e não pela raça, gerando mais renda ao produtor. Valor: R$ 310 mil.

Melhoramento genético dos reprodutores das raças de lã

Buscar a exatidão de finura nos reprodutores, conforme o stand de cada raça, proporcionando ferramenta para o melhoramento genético, além de desenvolver estratégica de comercialização baseada nos dados objetivos dos reprodutores e do rebanho. Valor: R$ 55 mil.

Projeto Esquila Tally HI

Introduzir este método de esquila que proporciona a valorização da lã ao possibilitar a retirada de velos inteiros. Prevê o treinamento de 350 esquiladores. Valor: R$ 199,5 mil

As informações são do Governo do Rio Grande do Sul, adaptadas pela Equipe FarmPoint.
 

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Martin Garicoits

Montevideo - Montevideo - Uruguai - Produção de ovinos de corte
postado em 07/07/2013

En Uruguay, hay ejemplos exitosos de integración para la producción y uso de genética de alta prolificidad en la  producción de carne ovina de calidad.  La introducción de la raza sintética Highlander de Nueva Zelanda - raza maternal prolífica con buena carcasa carnicera y  con muy buena adaptación al ambiente en la región,- ha permitido mediante un convenio con la cooperativa Unión Rural de Flores, mejorar la eficiencia de majadas comerciales  de los productores por el aumento de la cantidad de corderos producidos por oveja. Hoy existe la capacidad de comercializar en escala importante la genética Highlander mediante venta de reproductores, semen y embriones.

Paulo de Tarso dos Santos Martins

Várzea Grande - Mato Grosso - Consultoria/extensão rural
postado em 10/07/2013

Parabéns aos gaúchos pela retomada no crescimento da ovinocultura usando ferramentas e ações eficientes.
A ovinocultura brasileira precisa de qualidade e quantidade para atender a demanda.
Esta atividade é uma alternativa de aumento da rentabilidade da empresa rural, especialmente em áreas "dobradas" que dificultam o desenvolvimento da lavoura, se apresenta como uma alternativa muito interessante. Com uma lotação mínima próxima a 1 UA (Unidade Animal) de cordeiro (450 kg de p.v.), tem rentabilidades similares à soja em áreas planas (vide artigo completo no site http://plannernegocios.com.br/publicacao/8/ovinocultura-uma-alternativa-a-considerar).

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2022 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade