Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

RS: médicos veterinários da Seapa alertam sobre piolheira ovina

postado em 16/04/2012

4 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Médicos veterinários da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa/RS) fazem um alerta aos ovinocultores gaúchos sobre a importância de realizar cuidados profiláticos em seus rebanhos contra a piolheira ovina. "Os ovinos devem ser banhados estrategicamente para controle de piolhos e sarna.
Os rebanhos afetados devem ser banhados duas vezes seguidas, com intervalo de duas semanas. Neste caso, a eliminação dos parasitos externos deve constituir-se no objetivo principal na programação de qualquer tratamento", explicou o coordenador técnico da Câmara Setorial da Ovinocultura da Secretaria da Agricultura, médico veterinário, José Galdino Garcia Dias.

O tratamento para piolho deve ser realizado durante o mês de abril: todo o produtor de ovinos está obrigado a fazer no mínimo um tratamento. Aqueles produtores que estiverem com infestação no rebanho deverão fazer dois tratamentos com intervalo de 12 a 15 dias.

Segundo o especialista, o uso de boas técnicas de manejo, a correta preparação dos banhos e o controle permanente dos animais, são fatores essenciais num programa de erradicação dos ectoparasitos. Dias destaca a importância de os produtores banharem todos os animais ao mesmo tempo, sendo o ideal que a data coincida, aproximadamente, com a data do banho das propriedades vizinhas, de tal modo que a área toda possa ser considerada "limpa".

"Embora a maioria dos produtores prefira banhar seus animais imediatamente após a tosquia, pela facilidade que apresenta no manejo geral da fazenda, teoricamente a melhor época para banhar os animais é quando a lã apresentar uma boa altura, pois com a lã alta tem melhor ambiente para os piolhos se criarem", explica o veterinário. Deve-se considerar que, nesse tempo, as feridas decorrentes dos cortes durante a tosquia estão cicatrizadas, o que evita a possibilidade de contaminação durante o banho e também porque o conteúdo graxo que recobre a fibra de lã tende a secar, permitindo uma melhor penetração do inseticida. Este, junto ao maior comprimento da lã, faculta um maior tempo de proteção.

Dias lembra que a maioria dos preparados comerciais apresenta um poder residual curto, que deixam os animais protegidos por aproximadamente duas a três semanas após o banho, quando as lêndeas eclodem. Daí a necessidade de um segundo banho para combater um surto de piolheira.

Descrição do ciclo biológico da piolheira ovina

- A fêmea grávida oviposita seus ovos (lêndeas) presos na base dos pelos;
- O período de incubação dos ovos pode ser de 6 a 9 dias;
- Após a eclosão, inicia-se a fase de ninfa que possui três estágios, sendo a duração de cada instar em média de três dias;
- O ciclo biológico total dura em média de três a quatro semanas: ovos> 3 estágios ninfais > adulto.

Os inseticidas utilizados não agem sobre o ovo ou lêndea, havendo necessidade de repetição do banho ou aspersão entre 15 e 18 dias nos animais infestados.

As informações são da Seapa, adaptadas pela Equipe FarmPoint.


Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Igor Vaz

Pelotas - Rio Grande do Sul - Produção de ovinos
postado em 16/04/2012

Realmente o piolho anda bem resistente. Eu acredito que o maior problema são focos de produtores que sequer banham seus rebanhos, geralmente pequenos produtores que tem poucos animais no plantel. Acaba que esses animais infectados contagiam propriedades vizinhas. Pour on não funciona mais, somente banho de imersão.

edival Barreto de Magalhaes

Brasília - Distrito Federal - OUTRA
postado em 22/04/2012

gostei do comentário. Ento qual melhor inseticida e qual a proporção de banho para cada animal?

adolfo caldas freire jr

Salvador - Bahia - Produção de caprinos de corte
postado em 06/05/2012

Banhar os animais com caldo de melão de são caetano resolve?Já lí alguns comentarios sobre essa planta.

Igor Vaz

Pelotas - Rio Grande do Sul - Produção de ovinos
postado em 15/05/2012

usamos a base de ectovet 60x1 para ovelhas lanadas.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade