Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

RS: preço da lã em alta e liquidez caracterizam início do período de tosquia

postado em 30/10/2013

2 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O início do período de esquila anima os criadores de ovinos no Rio Grande do Sul. Além dos preços da lã em alta, a marca da temporada tem sido a liquidez, ao contrário do ano passado, quando houve dificuldade na venda. Ajudado pelo dólar, o mercado tem sido ainda influenciado pela recuperação – mesmo que moderada – da economia da Europa e dos Estados Unidos.

“Com o consumidor do Hemisfério Norte um pouco mais confiante para ir às compras, a venda de roupas mais elaboradas melhora, como as feitas de lãs finas”, observa Carlos Cleber Dias Leal, presidente da Cooperativa de Lã Tejupá, de São Gabriel. “No ano passado, chegamos a ter 300 mil quilos de lã que recebíamos dos produtores e não conseguíamos vender” – lembra Leal.

Para os criadores, o preço da lã da raça merino australiano, a mais valorizada, tem girado em torno de R$ 12 o quilo, enquanto em 2012 ficava em R$ 11. No caso de ovinos ideal, a cotação agora é de R$ 10, ante R$ 8,50 de um ano atrás.

Apesar dos preços remuneradores, se repete uma dificuldade: encontrar mão de obra para trabalhar na esquila.

As informações são do jornal Zero Hora, adaptadas pela Equipe FarmPoint.
 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

ricardo serpa

São Lourenço do Sul - Rio Grande do Sul - recria de terneiras holandesas
postado em 30/10/2013

Mesmo  a lã sendo um sub produto não dá para dispensar,pois os valore estão com preços atrativos.

Luiz Alberto Oliveira Ribeiro

Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Pesquisa/ensino
postado em 02/11/2013

Permita discordar com Ricardo Serpa. A lã nunca foi um subproduto da indústria ovina do RS. Alias, gera mais riqueza que a carne!

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade