carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

RS: técnicos combatem a sarna ovina na região de Santana do Livramento

postado em 13/09/2013

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Região com a maior produção de ovinos do Brasil, Santana do Livramento, com um rebanho estimado em cerca de 400 mil cabeças, está recebendo técnicos da Secretaria da Agricultura para o trabalho de combate à sarna. Eles fiscalizam propriedades e fazem exames clínicos minuciosos nos animais. Os focos descobertos já foram tratados pelos veterinários e auxiliares técnicos responsáveis pelo serviço.

Em fase final, a atividade segue até a próxima semana. Em seguida, os técnicos vão visitar propriedades de outros municípios do Sudoeste e Centro do Estado que podem ter recebido animais de Livramento.

Segundo o fiscal do Departamento de Defesa Agropecuária, Diego dos Santos, por a doença ser bastante contagiosa e o município de Santana do Livramento fazer fronteira seca com o Uruguai, se faz necessária atuação conjunta e orquestrada pelos gaúchos e uruguaios “para que o combate a essa parasitose tenha maior sucesso e seja eficaz, protegendo os rebanhos e não prejudicando o produtor economicamente", explica Diego.

Aos produtores, afirma o fiscal, cabe à notificação imediata aos órgãos públicos quando da suspeita da enfermidade no rebanho, pois aumenta a possibilidade dos fiscais restringirem o foco à área da propriedade, evitando sua disseminação.

Conforme o veterinário, em função da quantidade de animais no município a comercialização e o transporte a diversos locais do país são intensas. "Por isso, o combate à sarna é extremamente importante a fim de tentar evitar que a doença se espalhe inclusive para outros Estados".

As informações são do Governo do Rio Grande do Sul, adaptadas pela Equipe FarmPoint.
 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade