carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

RS terá propriedade certificada como livre de epididimite ovina

postado em 05/12/2014

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O Rio Grande do Sul terá a primeira Certificação de Propriedade Livre de Epididimite Ovina. A propriedade do produtor Carlos Ely Garcia Júnior fica em Gramado. O trabalho faz parte do Programa Estadual de Sanidade Ovina da Secretaria da Agricultura e representa um incentivo ao desenvolvimento da atividade no estado. O certificado será entregue pelo secretário da Agricultura, Cláudio Fioreze, na próxima quarta, dia 10. Conforme o coordenador do programa, Ivo Kohek Jr, a Secretaria realizou o primeiro levantamento oficial da ocorrência da doença em todo o estado, tendo como resultado uma prevalência de 2,5% no rebanho ovino gaúcho.



"Não é algo preocupante, mas precisa ser controlado para não aumentar. A certificação de propriedade livre da doença é pioneira no Rio Grande do Sul e no Brasil", afirma.

O controle é feito com o abate sanitário do animal infectado. A doença não tem cura ou tratamento nos carneiros e causa grandes prejuízos econômicos para os criadores, por comprometer a reprodução dos animais. Para conseguir a emissão de Guia de Trânsito Animal é preciso apresentar um exame laboratorial negativo da doença nos machos inteiros (não castrados) acima de seis meses de idade.

"Para receber a Certificação de Propriedade Livre de Epididimite Ovina é preciso apresentar dois exames negativos de todos os carneiros inteiros da propriedade em um intervalo 60 a 90 dias", explica Kohek.

O produtor que obtiver o certificado fica isento da apresentação do exame negativo para epididimite por dois anos. Para o presidente do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal (Fundesa), Rogério Kerber, a certificação é um passo a mais rumo à conscientização dos produtores gaúchos sobre a importância de observar o rebanho e os critérios de sanidade. 

A matéria é do Canal Rural, adaptada pela Equipe FarmPoint. 

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade